Você está aqui: Página Inicial / Revista / Especial Eleições / David Byrne cria mote para novo disco de Tiê
Número 823,

Cultura

Música

David Byrne cria mote para novo disco de Tiê

por Tárik de Souza — publicado 06/11/2014 04h16
Ex-líder do Talking Heads enviou o embrião de 'All Around You' para a cantora, que também trabalhou com Adriano Cintra (ex-Cansei de Ser Sexy e Madrid)
Daryan-Dornelles / Divulgação
Boyhood

A jornada cativante de Ethan Hawke e Ellar Coltrane

Integrante da nova geração musical paulistana pautada pela disparidade estética, Tiê altera fatores de seu pop deslavadamente confessional no terceiro álbum-solo. Projetada a partir do aconchego de voz, violão, teclados e raros aditivos acústicos de Sweet Jardim (2009) e o pulso da bateria e percussão incorporados ao seguinte, A Coruja e o Coração (2011), ela adiciona a Esmeraldas alguma opulência.

Adriano Cintra (ex-Cansei de Ser Sexy e Madrid) preparou a primeira fase das gravações, complementadas em Nova York pelo produtor americano Jesse Harris, artífice do sucesso planetário da cantora Norah Jones, Don’t Now Why. Não foi o único parceiro internacional convocado. Apresentada a David Byrne pelo percussionista catarinense radicado nos EUA Mauro Refosco, Tiê pediu a ele um mote para o novo disco. Byrne enviou-lhe o embrião de All Around You, com sua parte gravada em inglês. Ao final, com adições do multi-instrumentista André Whoong e do letrista Tim Bernardes, brotou uma canção bipartida entre a proteção materna e a privacidade violada pela internet.

Neta da atriz Vida Alves, protagonista do primeiro beijo na tevê nacional, Tiê Gasparinetti Biral estudou canto em Nova York e foi modelo da Ford, premiada em um comercial em Cannes. À frente do Café Brechó, em São Paulo, conheceu os músicos Dudu Tsuda e Toquinho, propulsores de seu início de carreira. Em meio a diferentes gradações de rock, da balada (a lúbrica Máquina de Lavar) ao andante marcial (o penitente Par de Ases) o novo CD atesta a depuração da artista despida de pose. Alguém me falou pra eu não cantar/ mas se eu te enquadro num pedaço de ar/ não posso ignorar os meus desejos entrega, envolto em violino, cello, viola e marimba, Depois de Um Dia de Sonho. Lirismo onírico de olhos bem abertos.

Confira uma faixa do disco abaixo:

registrado em: ,