Você está aqui: Página Inicial / Revista / Petrobras - O escândalo e a eleição / De vítima a vilão
Número 817,

Política

Injustiça

De vítima a vilão

por Redação — publicado 12/09/2014 16h28
Tribunal paulista culpa fotógrafo por incidente que o cegou
Sérgio Silva / Piratas Urbanos
Piratas Urbanos

Sindicato dos Jornalistas e Associação dos Repórteres Fotográficos repudiaram a decisão. Imagem é da série Piratas Urbanos, que apoia o fotógrafo Alex Silveira

Em surpreendente decisão, o Tribunal de Justiça de São Paulo considerou o fotógrafo Alex Silveira culpado da lesão sofrida em 2003, quando perdeu o olho esquerdo após ser atingido por uma bala de borracha disparada pela Polícia Militar. Na ocasião, o profissional cobria uma manifestação na Avenida Paulista pelo jornal Agora São Paulo. Conseguiu, em primeira instância, uma reparação do Estado de cem salários mínimos. Agora, perdeu tudo. E ainda será obrigado a pagar as despesas processuais e os honorários advocatícios.

Para o desembargador Vicente de Abreu Amadei, relator do caso, o fotógrafo se expôs ao risco e é responsável pelo incidente. “Permanecendo no local do tumulto, dele não se retirando ao tempo em que o conflito tomou proporções agressivas e de risco à integridade física, o autor colocou-se em quadro no qual se pode afirmar ser dele a culpa exclusiva do lamentável episódio do qual foi vítima.” Em nota, o Sindicato dos Jornalistas e a Associação de Repórteres Fotográficos de São Paulo repudiaram a decisão. “A categoria se vê vítima da violência da polícia e desamparada pela Justiça, que ainda transforma a vítima em culpado.”