Você está aqui: Página Inicial / Revista / Por dentro do Irã / A falácia do caldo em cubo
Número 792,

Cultura

Refô

A falácia do caldo em cubo

por Marcio Alemão publicado 04/04/2014 11h30
Maridos podem até assumir a cozinha na tevê, mas não optar pelo mais fácil

Eu acho que a coisa saiu do controle. Que coisa? Você pergunta e eu respondo: a coisa da comida feita em casa. A coisa que era feita e ainda é feita por donas de casa e por algumas poucas representantes de uma profissão que se encontra em extinção: cozinheiras.

Cozinheiras sem diploma, sem passagem por cozinhas notáveis ao redor do planeta. Gente de boa mão, boa vontade e gosto pelas panelas.

E por que eu digo isso é o que você gostaria de saber? Ok. Vou responder mais esta.

Tem muito marido na televisão tentando assumir o lugar que sempre, sempre e sempre foi da dona de casa.

O primeiro marido notável foi o de Deborah Bloch. Padeiro que na sequência ampliou as instalações e hoje comanda um programa na tevê. O programa não é ruim. Sem ele seria melhor.

Outro marido recente a tentar se revelar melhor que qualquer dona de casa é o de Fernanda Lima. E ele só usa Caldo Knorr. E o Alex Atala também só usa Caldo Knorr.

Chegou a minha vez de perguntar: CADÊ AS DONAS DE CASA? Se uma delas, uma de verdade, uma daquelas que eu até imagino raras nos dias de hoje, aparece na tevê, na sua cozinha, ao lado dos filhos e do amado esposo e me diz: “Eu só uso Caldo Knorr!”, eu acredito. E acredito porque a dona de casa tem de cuidar da... casa. Tem a roupa da família pra lavar, passar. Tem aquele monte de serviço não remunerado que ocupa o dia todo. Na hora de fazer um caldo, é mais do que crível que essa mulher opte por um cubinho.

Mas por que o marido remunerado para realizar isso – cozinhar – faria essa opção? Se ele só usa o cubinho, sorry, nada mais que ele diga ou faça, gastronomicamente falando, deve ser considerado. Ou não? Tem algum chef respeitável disposto a comprar essa briga e jurar que o caldo de cubo é superior ao caldo feito com carnes de verdade, legumes de verdade? Se você não tem tempo nem paladar muito apurado, vá de cubo.

Última pergunta: por que a indústria insiste na mentira e não tira proveito da verdade? Um cubinho pode realçar muito o sabor de uma grande quantidade de caldo feito com carnes e legumes de verdade.

Isso é verdade e isso é bom.

registrado em: