Você está aqui: Página Inicial / Revista / Aguenta firme / Os três Tavianis
Número 775,

Cultura

9º Festival de Cinema Italiano

Os três Tavianis

por Orlando Margarido — publicado 17/11/2013 08h34
Franco Traviani ministra workshop aberto ao público sobre os imigrantes, entre segunda 18 e sexta 22, na Faap
Divulgação
francotaviani

Franco Taviani, o cineasta caçula

Entre os Tavianis a que nos acostumamos celebrar no cinema, pouco conhecemos de um terceiro, o caçula Franco. No ano passado, apresentou na Mostra Internacional de São Paulo o documentário Italianos na Ópera – Os italianos na Argentina, sobre a imigração. Agora, enquanto adota o mesmo tema em relação ao Brasil em novo filme, o diretor vem a São Paulo como convidado do 9º Festival de Cinema Italiano.

No evento dividido em três etapas, ministra workshop aberto ao público sobre os imigrantes, entre segunda 18 e sexta 22, na Faap. A partir do dia 23, será a vez de apreciá-lo como assistente dos irmãos Paolo e Vittorio, na retrospectiva que o MIS dedica a eles com filmes como A Noite de São Lourenço e Pai Patrão, com a presença apenas do primeiro. Franco também estará representado como diretor de ficção em Masoch e Forse Dio è Malato. Gli Sconosciuti, seu mais novo longa, será atração da terceira semana do evento, que acolhe títulos contemporâneos entre o dia 28 e 5 de dezembro.

A este momento cabe uma estrela mais atual, o galã Riccardo Scamarcio, também presente. O ator, que trabalhou com Costa-Gavras (Eden a Oeste), protagoniza Una Piccola Impresa Meridionale, comédia de Rocco Papaleo, um dos filmes selecionados. Com a mulher, Valeria Golino, fazem um casal de sensação na Itália. Ela não vem, mas envia Mel, direção da atriz. Completam a programação, entre outros títulos, Viva la Libertà, de Roberto Andò, e a animação As Aventuras de Pinóquio, de Enzo D’Alò.

Serviço:

De segunda 18 a 5 de dezembro

Faap/MIS/CineSabesp/Cinemark/Reserva Cultural