Você está aqui: Página Inicial / Revista / Nas barbas de Patriota / Tudo igual
Número 764,

Cultura

Cinema

Tudo igual

por Orlando Margarido — publicado 31/08/2013 08h09, última modificação 31/08/2013 09h54
O contexto de "O Verão do Skylab" é reconhecível a todos aqueles que passaram férias em família alguma vez
Divulgação
O Verão do Skylab

Delpy (ao centro, de azul), mais verve

O Verão do Skylab
Julie Delpy

O contexto de O Verão do Skylab, estreia de sexta 30, é reconhecível a todos aqueles que passaram férias em família alguma vez. O fato de a atriz e diretora francesa Julie Delpy ter reinventado as suas, na virada dos anos 1970 aos 1980, com este filme apenas põe na tela especificidades do período. A militância política, ainda uma herança naquele momento, é uma delas, e rende a mais acirrada discussão entre seu personagem, mulher casada e mãe da pequena Albertine (Lou Alvarez), com um cunhado.

Outra diz respeito ao título, quando se pensava que uma parte da estação espacial americana Skylab pudesse cair na França ao se perder no espaço. É nesse cenário bem-humorado, mas nem sempre cordial, como em qualquer encontro familiar, que se dá o olhar terno de Delpy. Na única nota triste, a veterana atriz Bernadette Lafont, de diretores como Chabrol e Truffaut, morreu em julho, pouco depois de sua participação como uma das avós.

registrado em: