Você está aqui: Página Inicial / Revista / Ruim para todos / Olhar vazio
Número 762,

Cultura

Cinema

Olhar vazio

por Orlando Margarido — publicado 17/08/2013 11h29, última modificação 17/08/2013 11h40
"Bling Ring – A Gangue de Hollywood" talvez seja o filme que mais explicita a temática do vazio de Sofia Coppola. Por Orlando Margarido
Bling

O pecado do excesso

Bling Ring – A Gangue de Hollywood
Sofia Coppola

Bling Ring – A Gangue de Hollywood talvez seja o filme que mais explicita a temática do vazio de Sofia Coppola. O vazio na vida contemporânea em Encontros e Desencontros, na monarquia francesa em Maria Antonieta e da fama de Hollywood em Em Algum Lugar. A esse painel do tédio somam-se agora os adolescentes que roubam residências de celebridades de Los Angeles. Eles querem as roupas e acessórios de grife que atores e cantores consomem sem limites. E o pecado do excesso os punirá.

A história é real e o consumismo, a discussão evidente. Sofia inspirou seu relato em um artigo da Vanity Fair. As entrevistas chegam a ser ficcionalizadas no filme, que avança para a prisão e julgamento da gangue. A diretora recompõe os lares classe média dos jovens e nos faz crer em certa disfunção de valores. Mas, ao se manter isenta, esvazia seu olhar de sentido e crítica. Um risco que pode se equiparar à banalidade juvenil que quer retratar.

registrado em: