Você está aqui: Página Inicial / Revista / O papa renovador / Entre o empenho e o desalento
Número 758, Julho 2013

Cultura

TV

Entre o empenho e o desalento

por Nirlando Beirão publicado 20/07/2013 08h14, última modificação 20/07/2013 09h25
The Newsroom voltou esta semana com exacerbação da energia libidinal de um assunto que incendeia a pauta: movimento Occupy Wall Street. Por Nirlando Beirão
The Newsroom

Will McAvoy (Jeff Daniels), um âncora suficiente ativista para incomodar a chefia

A primeira temporada de Newsroom terminou, às vésperas da eleição presidencial de 2012, não com a narrativa habitual de um dia (e uma noite) na vida de um telejornal e de seus protagonistas, à frente e atrás da câmera. Aquilo lá foi um editorial, um manifesto anti-Tea Party, panfleto pró-Obama assinado por Aaron Sorkin, o criador da série, e lido em alta voltagem política pelo quase sempre emburrado âncora Will McAvoy (Jeff Daniels).

Ah, o episódio também tocava em assunto que acabou por se revelar premonitório: a onipresença da National Security Agency (NSA), na sua infame tarefa de bisbilhotar os celulares e os emails dos cidadãos norte-americanos (e, agora se sabe, não só deles).

The Newsroom voltou esta semana (HBO, às 22 horas das segundas-feiras) com exacerbação da energia libidinal que campeia na redação, em historietas paralelas às vezes bem bobinhas, e a introdução de um assunto que há de incendiar a pauta: o movimento Occupy Wall Street.

Mas a bomba de efeito retardado já anunciada ameaça estourar no colo do próprio McAvoy. Os patrões da ACN não andam nada felizes com o desassombrado ativismo do âncora. ACN lembra CNN. A dona da emissora se apresenta na guapa figura de Jane Fonda, ex-mulher de Ted Turner e, portanto, ex-primeira-dama da CNN. As retaliações já começaram: a dos adversários, mas também as de dentro de casa.

McAvoy oscila entre o empenho e o desalento. Sua vida ficaria bem mais fácil se ele viesse ao Brasil aprender com William Bonner a arte de engolir sapos.