Você está aqui: Página Inicial / Política / Wanderley Guilherme dos Santos será o presidente da Casa de Rui Barbosa

Política

Cultura

Wanderley Guilherme dos Santos será o presidente da Casa de Rui Barbosa

por Redação Carta Capital — publicado 03/03/2011 16h43, última modificação 03/03/2011 17h00
O convite, feito na noite desta quarta-feira 2 pela ministra Ana de Hollanda e depois de apreciado pela presidenta Dilma Rousseff, foi aceito prontamente

A ministra da Cultura Ana de Hollanda, que desistiu de nomear o sociólogo Emir Sader para a presidência da Fundação Casa de Rui Barbosa, vinculada ao ministério, já sabe quem será o novo dirigente da Fundação: o cientista político Wanderley Guilherme dos Santos. O convite, feito na noite desta quarta-feira 2 depois de apreciado pela presidenta Dilma Rousseff, foi aceito prontamente.

Wanderley Santos é professor pesquisador da Universidade Cândido Mendes, possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1958), doutorado em Ciência Política pela Stanford University (1969) e pós-doutorado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1986) .

Santos também é membro de corpo editorial da Nova Economia (UFMG) e da Sociedade e Estado. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Teoria da Democracia.

Entre as obras publicadas pelo cientista político estão: Décadas de Espanto e uma Apologia Democrática, Roteiro Bibliográfico do Pensamento Político-Social Brasileiro, O Ex-Leviatã Brasileiro: do Voto Disperso ao Clientelismo Concentrado e Paradoxos do Liberalismo: Teoria e História.

Como escritor, Santos ganhou, no Concurso Brasileiro de Livros em Ciência Política e Relações Internacionais, o Prêmio Victor Nunes Leal, da Associação Brasileira de Ciência Política, por seu livro Horizonte do Desejo – Instabilidade, fracasso coletivo e inércia social. O cientista recebeu ainda, em 2004, o Prêmio na categoria Ensaio, da Academia Brasileira de Letras, com o livro O cálculo do conflito: estabilidade e crise na política brasileira.

Dois artigos do professor foram recentemente publicados em CartaCapital:

registrado em: