Você está aqui: Página Inicial / Política / 'Usem o transporte coletivo', diz Dilma

Política

Mobilidade urbana

'Usem o transporte coletivo', diz Dilma

por Redação Carta Capital — publicado 17/10/2011 09h38, última modificação 18/10/2011 09h35
De acordo com a presidenta Dilma, a qualidade no transporte será garantida para que todas as pessoas queiram utilizar o transporte público, independentemente de sua renda

Ao anunciar na manhã desta segunda-feira 17, no programa Café com a Presidenta, o investimento de 30 bilhões de reais em obras de mobilidade urbana, a presidenta Dilma Rousseff falou das condições de transporte coletivo no país e sobre a oportunidade que cada vez mais brasileiros têm de comprar seu próprio carro. “É sinal que a renda da população está melhorando e o país continua crescendo.”

No entanto, a presidenta fez uma ressalva quanto ao uso excessivo dos transportes individuais. “Precisamos acabar com a ideia de que o transporte individual é para os ricos, e o transporte coletivo é para os pobres.” Ela também garantiu que haverá qualidade para todos que pretendam utilizar o transporte público, independentemente de sua renda. “É assim nas grandes cidades dos países desenvolvidos. Queremos que seja assim também no Brasil: transporte público de qualidade e, ao mesmo tempo, direito de ter acesso ao seu próprio carro”, afirmou.

A presidenta falou ainda que comprar seu próprio carro significa também “ter um transporte para os dias de lazer, para que você possa passear com a sua família. Mas a solução do transporte nas grandes cidades está no investimento no transporte público de qualidade. Sem isso, as cidades se transformam em um caos”.

O valor do investimento em obras de mobilidade urbana para melhorar o transporte coletivo por todo o país vai incluir a construção de metrôs, corredores exclusivos para ônibus e veículos leves sobre trilhos (VLT).

“A população passa boa parte de seu tempo se deslocando entre a casa, o trabalho, a escola e outras atividades. Por isso, garantir um transporte público de qualidade, rápido, moderno, seguro e com preços acessíveis significa melhorar a vida de todas as pessoas”, disse.

Em Curitiba (PR), segundo ela, o metrô será responsável pelo transporte de cerca de 300 mil pessoas todos os dias. Já em Belo Horizonte (MG), de acordo com a presidenta, a ideia é construir 11 terminais de integração de ônibus. A obra deve incluir sete municípios da região metropolitana. Em Porto Alegre (RS), serão oito corredores. Outra opção de transporte público são os trens urbanos, com previsão de construção em São Leopoldo e Novo Hamburgo, ambos no Rio Grande do Sul, e em outras 21 cidades.

*com informações da Agência Brasil

registrado em: