Você está aqui: Página Inicial / Política / Uma punição, ainda que tardia

Política

Privatização

Uma punição, ainda que tardia

por Redação Carta Capital — publicado 08/03/2013 16h26, última modificação 08/03/2013 16h26
Enfim, a CVM multa os ex-gestores da Brasil Telecom por beneficiarem o Opportunity de Daniel Dantas

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) condenou os ex-gestores da Brasil Telecom (BrT) ao pagamento de multas no valor de 1,75 milhão de reais. Os executivos foram acusados de favorecer o Grupo Opportunity em uma disputa pelo controle da companhia.

Adquirida pela Oi em 2008, a Brasil Telecom foi formada a partir de uma fatia da antiga Telebras, privatizada em 1998. Pouco depois, os sócios da nova tele entraram em conflito. De um lado, o Opportunity do banqueiro Daniel Dantas, no comando da BrT desde o início. De outro, a Telecom Italia e os fundos de pensão Previ e Petros. A briga terminou em 2005, quando o Opportunity perdeu o apoio do Citibank, e teve de abandonar o controle da companhia.

No entendimento da CVM, os gestores da empresa agiram para manter o controle da  telefônica em favor do Opportunity, inclusive ao patrocinar advogados numa batalha judicial contra os demais sócios. Entre os condenados, estão a ex-presidente da BrT Carla Cico, o ex-diretor-financeiro Paulo Pedrão Rio Branco e o ex-presidente do conselho de  administração Luís Octávio da Motta Veiga. Cabe recurso.

registrado em: ,