Você está aqui: Página Inicial / Política / Tribunal de Londres define extradição

Política

WikiLeaks

Tribunal de Londres define extradição

por Redação Carta Capital — publicado 12/07/2011 09h22, última modificação 12/07/2011 09h57
Juizes britânicos decidem a partir de terça-feira 12 se Julian Assange, fundador do site, será enviado para a Suécia, onde é acusado de agressão sexual

O fundador do site Wikileaks, Julian Assange, comparece nesta terça-feira 12, ao Tribunal Superior de Londres para tentar evitar sua extradição para a Suécia, onde é suspeito de três agressões sexuais. O veredicto deve ser divulgado na quarta-feira 13.

O caso mais grave é o de uma mulher que o acusa de ter tentado manter relações sexuais contra sua vontade sem preservativo, enquanto dormia. A pena para esse tipo de crime no país pode chegar a quatro anos de prisão.

Em fevereiro, no Tribunal de Magistrados de Belmarsh, o juiz da coroa britânica Howard Riddle sentenciou que a Suécia era o “melhor lugar” para determinar se Assange havia cometido algum crime e aceitou a petição da extradição. A defesa recorreu alegando que naquele país esse tipo de crime não tem juízo público, o que viola as leis européias de Direitos Humanos. Afirmou também que o australiano não receberia um julgamento justo, pois a opinião pública sueca está contra ele, inclusive o primeiro-ministro, Fredrik Reinfeldt.

Estratégia nova

Assange contratou a advogada Gareth Peirce, conhecida pela participação no caso dos quatro jovens injustamente condenados como membros da IRA por colocar uma bomba em um pub em Guildford (Inglaterra). Ela também esteve envolvida no caso do brasileiro Jean Charles de Menezes, executado no metrô de Londres em 2005 após ser confundido com um terrorista.

Caso perca a apelação, o fundador do Wikileaks pode pedir que o juiz leve o caso ao Supremo Tribunal. Porém, isso aconteceria apenas se a defesa conseguisse provar que existe algum aspecto de importância pública do juízo ainda não tratado.

Assange defende que será extraditado unilateralmente da Suécia para os EUA.

registrado em: