Você está aqui: Página Inicial / Política / Gastos com dólar exigem cautela

Política

Banco Central

Gastos com dólar exigem cautela

por Agência Brasil publicado 04/08/2011 11h56, última modificação 04/08/2011 12h28
Segundo o presidente do BC, Alexandre Tombini, dólar tem flutuado para os dois lados e é necessário atenção nas despesas

O presidente do Banco Central Alexandre Tombini afirmou, em entrevista a Agência Brasil que é preciso cautela ao assumir despesas em dólar e que o dólar “flutua para os dois lados”, ou seja, para baixo e para cima O Banco Central (BC) tem tomado e continuará tomando medidas para evitar que a queda do dólar no país gere riscos para a estabilidade econômica. 

Leia mais:

Tombini destacou que o dólar está se desvalorizando não somente no Brasil, mas também em outros países como Chile, Canadá e Austrália. “Esse câmbio nos níveis de hoje não responde aos fundamentos da nossa economia, mas a esse processo de enfraquecimento global do dólar”, disse.

Na entrevista, Tombini afirmou que reservas internacionais e depósitos compulsórios foram as principais medidas para conter a crise de 2008 e que o país está preparado para “um ambiente internacional mais desafiador”.

Tombini disse ainda que o governo tem tomado medidas para que o fluxo de capitais entre de forma moderada no país.

O presidente do Banco Central destacou que o auge da inflação este ano será em agosto, mas entre setembro de 2011 e abril de 2012 a taxa deve cair 2 pontos percentuais, segundo expectativas do mercado financeiro.

"Matéria publicada originalmente em Agência Brasil