Você está aqui: Página Inicial / Política / Senado aprova projeto que anistia bombeiros presos

Política

Direito de protestar

Senado aprova projeto que anistia bombeiros presos

por Agência Brasil publicado 22/06/2011 17h34, última modificação 23/06/2011 10h18
A matéria agora segue para apreciação da Câmara dos Deputados; soldados ocuparam prédio da corporação pedindo melhores salários

Por Marcos Chagas*

Brasília - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira 22 projeto de lei que anistia os bombeiros militares do Rio de Janeiro punidos pelo governo do estado. Eles participaram de protestos por melhoria nos vencimentos e de condições de trabalho. O autor do projeto, Lindbergh Farias (PT-RJ), argumentou que o objetivo da anistia aos bombeiros militares é atender “às expectativas da população do Rio de Janeiro e do país”.

Como foi aprovada em caráter terminativo, a matéria segue para apreciação da Câmara dos Deputados uma vez que não precisará ser votada no plenário do Senado. Em sua exposição, Lindbergh argumentou que a prisão dos bombeiros, em 3 de junho, “foi um equívoco”. A ordem de prisão dos 429 manifestantes que invadiram o quartel central da corporação partiu do governador Sérgio Cabral.

No dia 16, os bombeiros voltaram a se mobilizar para que os colegas punidos administrativamente pelo governo do estado fossem anistiados. O grupo de cerca de 500 pessoas acampou nas escadarias da Assembleia Legislativa (Alerj). Participaram da manifestação parentes, profissionais da área de saúde e professores da rede estadual de ensino.

*Publicado originalmente em Agência Brasil.

registrado em: