Você está aqui: Página Inicial / Política / Relator recomenda cassação de Jaqueline Roriz

Política

Escândalo

Relator recomenda cassação de Jaqueline Roriz

por Gabriel Bonis publicado 08/06/2011 16h04, última modificação 08/06/2011 20h13
Em vídeo gravado em 2006, quando era candidata a deputada distrital, parlamentar aparece recebendo dinheiro de Durval Barbosa, operador mensalão do DEM

O relator do processo contra Jaqueline Roriz (PMN-DF), deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), recomendou a cassação da parlamentar em razão do vídeo, gravado em 2006, que flagrou a deputada recebendo dinheiro de Durval Barbosa, operador e delator do esquema conhecido como mensalão do DEM.

Segundo Sampaio, as ações de Jaqueline revelam “conduta reprovável e indecorosa”. “Tal comportamento fere a respeitabilidade desta casa legislativa perante a sociedade”, disse há pouco, na leitura de seu parecer, no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. O colegiado pode votar o relatório ainda hoje. Se aprovado, o texto será enviado para votação no Plenário.

Carlos Sampaio recomendou o arquivamento das outras três denúncias contra Jaqueline:

- Recebimento de propina para aprovação do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot) do Distrito Federal, quando ela era deputada distrital. Segundo o relator, não há provas que confirmem a denúncia.

- Omissão, na declaração de renda enviada à Câmara, do dinheiro recebido de Durval Barbosa. Nesse caso, Sampaio concordou com a defesa da deputada, que argumentou que a declaração é anual e, portanto, não caberia apresentar, em 2011, valores recebidos em 2006.

- Uso de verba indenizatória da Câmara para pagamento de despesas de um imóvel de propriedade do marido dela, Manoel Neto. O relator afirmou que a defesa da deputada apresentou provas de que os gastos destinaram-se somente ao pagamento do condomínio da sala, usada como escritório político. Segundo Sampaio, as provas da defesa são claras e não houve qualquer documento em contrário.

registrado em: