Você está aqui: Página Inicial / Política / Quércia anuncia saída da disputa ao Senado

Política

Senado

Quércia anuncia saída da disputa ao Senado

por Redação Carta Capital — publicado 06/09/2010 10h14, última modificação 06/09/2010 17h18
Aloysio Nunes (PSDB), ex-secretário chefe da Casa Civil do governo Serra, deve ser o único candidato da chapa “Unidos por São Paulo”
Quércia anuncia saída da disputa ao Senado

Para fazer tratamento de um câncer, o peemedebista decidiu abandonar a corrida eleitoral e apoiar Aloysio Nunes. Foto: Agência Brasil

O destino da candidatura ao Senado, Orestes Quércia, da coligação “Unidos Por São Paulo” que engloba os partidos PSDB, PMDB, DEM, PPS, PSC, PHS, PMN, foi decidido hoje entre os membro da cúpula do PMDB, em São Paulo. Eles se reuniram no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde Quércia está internado desde terça-feira, 30.

O candidato desistiu da candidatura para tratar de um câncer de próstata diagnosticado há dez anos, mas que reapareceu segundo diagnóstico médico do hospital.

Aloysio Nunes (PSDB) passa a ser o único candidato da coligação. Em troca do apoio de Quércia, pode ser obrigado a trocar seu suplente Sidney Beraldo do partido tucano, pelo pmdebista Ayrton Sandoval (PMDB).

Últimas pesquisas - O candidato Netinho de Paula (PC do B) e Quércia estão numa disputa acirrada por uma das duas vagas ao Senado e, de acordo com a pesquisa Ibope, divulgada na última sexta-feira, 3, os dois estão empatados tecnicamente em segundo lugar, 26% Netinho; 23% Quércia; e Marta Suplicy, na liderança com 36% das intenções de voto. Romeu Tuma (PTB) que também passou por consulta médica no Sírio-Libanês na semana passada, tem 13%. Aloysio Nunes aparece com 12%.

Leia a íntegra da carta de desistência de Quércia:

"Companheiros de Partido e da Coligação Unidos por São Paulo, meus amigos:

Agradeço pelo apoio recebido, sobretudo nos últimos dias, quando me recolhi para a realização de exames médicos, e consequentemente me afastei da campanha nas ruas. Comunico com a dificuldade que é comunicar essa decisão, tomada em conjunto com minha mulher e meus filhos de renunciar à minha candidatura ao Senado. Entendo que essa atitude, nesse momento, apesar de difícil, é a mais correta a bem dos interesses da Coligação, do meu Partido, do meu estado e meu interesse em recuperar minha saúde.

Quero agradecer a cada um de vocês pela amizade, pelo companheirismo, pelo apoio e dedicação nessa caminhada empreendida na campanha. Quero agradecer o povo paulista e brasileiro pelo carinho e apoio, refletidos no resultado expressivo das últimas pesquisas. Por favor, receba meu abraço e meu muito obrigado.

Agora me afasto e me concentro no tratamento médico que me espera, de maneira a estar de volta, recuperado, em breve. E, ao me afastar, peço-lhe o apoio ao Aloysio Nunes Ferreira. Ele reúne todas as condições de representar São Paulo no Senado da República, pela sua história, seu compromisso com São Paulo e pela forma como ajudou o Governo José Serra a desenvolver seu trabalho.

Reitero todo o compromisso do nosso partido ao Geraldo Governador, Afif Vice e Serra Presidente.

Quero agradecer ainda meu amigo e prefeito Gilberto Kassab.

Forte abraço do companheiro.

Orestes Quércia"

registrado em: