Você está aqui: Página Inicial / Política / PT liga imagem de ACM Neto ao DEM e é punido pela Justiça

Política

Eleições 2012 - Salvador

PT liga imagem de ACM Neto ao DEM e é punido pela Justiça

por Redação Carta Capital — publicado 10/09/2012 17h06, última modificação 10/09/2012 17h07
Embora líder do partido, candidato diz à Justiça que não tem nada a ver com posição contrária dos Democratas sobre cotas raciais
ACM Netto

Embora fosse líder do Democratas na Câmara, ACM Neto defende que o posicionamento do partido não é o mesmo que o seu. Foto: José Cruz/ABr

A disputa pela prefeitura de Salvador foi além das tradicionais ferramentas para a conquista de votos e chegou até a Justiça Eleitoral. Somadas, as ações protocoladas pelo candidato ACM Neto (DEM) contra Nelson Pelegrino (PT) já levaram o candidato petista a perder 10 minutos no rádio e a ceder um direito de resposta ao concorrente do partido Democratas.

Como demonstração de força, a campanha do PT cita as 25 decisões favoráveis que o partido já teve contra denúncias protocoladas pelo DEM e julgadas impróprias pela Justiça Eleitoral.

As principais reclamações de ACM Neto, líder do Democratas na Câmara dos Deputados, dizem respeito à associação de sua imagem com posicionamentos do partido e com o atual prefeito João Henrique (PP). João Henrique, segundo o Instituto Potencial Pesquisas de Salvador, possui 69%  de rejeição na capital baiana.

Como a campanha do PT defende que João Henrique apoiou a candidatura de ACM Neto a deputado federal, em 2010, e que hoje apoia veladamente a sua candidatura à prefeitura, a cúpula do DEM entrou com uma ação na Justiça Eleitoral para suspender o programa.

A ação foi aceita pela juíza Maria de Lourdes Oliveira Araújo, da 5ª Zona, que entendeu que Pelegrino utilizou de forma distorcida declarações de ACM Neto para tentar associar o deputado aos problemas da atual gestão. A propaganda teve de ser retirada do ar.

No que se refere a vincular a imagem de ACM Neto às decisões de seu partido, a principal arma do PT é a posição contrária do DEM às cotas raciais nas universidades federais. A discussão ganha contornos relevantes na capital baiana, que tem 82% de sua população formada por negros e pardos.

Assim como a juíza Araújo, o juiz Ricardo D' Ávila, da 17ª Zona Eleitoral, entendeu que este comercial era "inverídico e ofensivo", já que , de acordo com o parecer de D' Ávila, ACM Neto se manifestou várias vezes a favor do sistema de cotas.

Além disso, também foi garantido a ACM Neto um direito de resposta no rádio, no tempo de quatro minutos, devido à veiculação de um comercial do PT em que um grupo ligado ao DEM é acusado de tentar expulsar uma comunidade do Jardim Mangabeiras, utilizando um trator.

Por enquanto, o Democratas leva vantagem no campo jurídico sobre o candidato Petista. Contudo, as decisões foram tomadas em caráter liminar e ainda podem ser contestadas pelo PT.

Intenções de voto

De acordo com o último levantamento divulgado na quarta-feira 5 pelo Instituto Planter (Observatório do Comportamento e Tendências), ACM Neto segue líder nas intenções de voto com 39%, seguido por Nelson Pelegrino (PT), que cresce nas pesquisas e atinge 21,6%.