Você está aqui: Página Inicial / Política / Polícia Federal prende 15 pessoas por compra de votos em GO

Política

Polícia Federal prende 15 pessoas por compra de votos em GO

por Redação Carta Capital — publicado 28/10/2010 15h13, última modificação 28/10/2010 17h21
Delegado da PF afirma não saber qual candidato foi favorecido pelo crime eleitoral

Delegado da PF afirma não saber qual candidato foi favorecido pelo crime eleitoral

A Polícia Federal indiciou quinze pessoas por compra de votos em Anápolis, Goiás, nesta quinta-feira 28. O esquema era organizado pelo instituto local Verus em um hotel na cidade. Nove eleitores indiciados opinaram contra e a favor sobre os concorrentes ao governo do Estado no segundo turno Iris Rezende (PMDB) e Marconi Perillo (PSDB). No entanto, segundo a PF, não está claro qual foi o candidato favorecido.

Os outros seis presos em flagrante são funcionários do instituto. Ao fim do encontro foram distribuídos cinquenta reais aos eleitores participantes. Segundo o delegado responsável pela ação, Angelino Alves, o crime de compra de votos aconteceu assim que os eleitores receberam o dinheiro para participar da pesquisa, o que deve acontecer voluntariamente.

A assessoria de comunicação do candidato peemedebista confirmou que contratou o instituto Verus para realizar uma pesquisa qualitativa no município, contudo nega ter ordenado a compra de votos.

registrado em: