Você está aqui: Página Inicial / Política / Paulicéia distraída

Política

Paulicéia distraída

por Leandro Fortes — publicado 17/05/2012 11h53, última modificação 29/04/2013 10h56
O problema de São Paulo está na cultura do conservadorismo, elevada, por si só, a fonte de identidade e orgulho regional e, ato contínuo, transformada em razão eleitoral absoluta

O problema de São Paulo está na cultura do conservadorismo, elevada, por si só, a fonte de identidade e orgulho regional e, ato contínuo, transformada em razão eleitoral absoluta. Dessa maneira, criou-se um ambiente quase fanático de anti-esquerdismo e, por extensão, anti-petismo, capaz de garantir a manutenção de governos de direita francamente antipopulares, estes identificados no imaginário do eleitor como única alternativa ao caos, à ofensa aos bons costumes e, principalmente, à invasão dos espaços físicos e imateriais que as elites paulistas reservaram para si em mais de 400 anos de história de dominação política e servilismo ao grande capital.

Quebrar esse paradigma e estabelecer novas bases de relação política-institucional dentro do estado e da capital é o desafio que ainda resta, neste início de século, tanto ao eleito paulista como à oposição progressista de São Paulo.