Você está aqui: Página Inicial / Política / "Operação midiática me condenou", diz Genoino

Política

"Mensalão"

"Operação midiática me condenou", diz Genoino

por Redação — publicado 15/11/2013 20h25
"Considero-me preso político", afirmou o ex-presidente do PT
Agência Brasil
José Genoino

O ex-presidente do PT José Genoino

Em nota de apenas quatro parágrafos, o ex-presidente do PT José Genoino afirmou nesta sexta-feira 15, dia em que se entregou à Polícia Federal após o pedido de sua prisão, que cumpre a decisão do Supremo Tribunal Federal com “indignação”. Ele reiterou ser inocente, mas que foi condenado pelo simples falto de exercer a Presidência do PT. “Fui condenado previamente em uma operação midiática inédita na história do Brasil”.

Ele se apresentou no mesmo dia à superintendência da Polícia Federal, em São Paulo. Entrou pela porta da frente e, ovacionado por amigos e simpatizantes, gritou: “Viva o PT”. Confira a íntegra da nota:

Com indignação, cumpro as decisões do STF e reitero que sou inocente, não tendo praticado nenhum crime. Fui condenado por que estava exercendo a Presidência do PT. Do que me acusam? Não existem provas.O empréstimo que avalizei foi registrado e quitado.

Fui condenado previamente em uma operação midiática inédita na história do Brasil. E me julgaram em um processo marcado por injustiças e desrespeito às regras do Estado Democrático de Direito.

Por tudo isso, considero-me preso político.

Aonde for e quando for, defenderei minha trajetória de luta permanente por um Brasil mais justo, democrático e soberano.

José Genoino

registrado em: ,