Você está aqui: Página Inicial / Política / Irmão de ex-ministro pediu dinheiro a doleiro

Política

Operação Lava Jato

Irmão de ex-ministro pediu dinheiro a doleiro

por Redação — publicado 16/04/2014 11h47, última modificação 16/04/2014 17h29
A PF interceptou trocas de e-mails entre o ex-presidente da Codevasf, Clementino de Souza Coelho, e o doleiro Alberto Youssef. Clementino é irmão de Fernando Bezerra

A Polícia Federal interceptou trocas de e-mails entre o ex-presidente da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba), Clementino de Souza Coelho, e o doleiro Alberto Youssef, segundo o jornal Folha de S. Paulo. Clementino é irmão do ex-ministro Fernando Bezerra e foi flagrado durante a Operação Lava Jato.

Clementino presidiu por um ano a Codevasf, empresa pública que realiza obras de infraestrutura, como a perfuração de poços para o combate à seca no Nordeste, e vinculada ao Ministério da Integração Nacional. O ministério foi comandado por Bezerra entre 2011 a 2013, por indicação do PSB. Bezerra é considerado um homem de confiança do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, pré-candidato à presidência.

Ainda segundo a Folha de S. Paulo, na operação a polícia encontrou comprovantes de depósito em valores fracionados para "João", além de pedidos de dinheiro para "Maria" e "Fábio". Os números de documentos indicados por Youssef nas mensagens são de João Clementino de Souza Coelho e Maria Cristina Navarro de Brito, respectivamente, filho e mulher do ex-presidente da Codevasf.

Em um dos e-mails, Clementino se refere a Youssef como primo e lhe dá dados de uma conta bancária com os dizeres: "assim sendo fica: Fabio 30, Maria aprx 35, joao 60".

Clementino deixou a presidência do grupo em janeiro de 2012, após acusações de que Bezerra teria ignorado o decreto antinepotismo ao manter o irmão na estatal durante um ano.