Você está aqui: Página Inicial / Política / PF prende prefeito e primeira-dama de Taubaté

Política

Operação Urupês

PF prende prefeito e primeira-dama de Taubaté

por Redação Carta Capital — publicado 21/06/2011 08h10, última modificação 21/06/2011 12h14
Roberto Peixoto (PMDB) e a mulher são suspeitos de participar de um esquema de fraudes em licitações em compras de medicamentos e merenda escolar

Uma operação deflagrada nesta terça-feira 21 pela Polícia Federal levou à prisão o prefeito e a primeira-dama de Taubaté, no interior de São Paulo. Roberto Peixoto (PMDB) e Luciana Peixoto são suspeitos de participar de um esquema de fraudes em licitações em compras, gerenciamento e distribuição de medicamentos e merenda escolar no município.

De acordo com a Polícia Federal em São José dos Campos, base da operação, o suposto esquema contava com a participação de empresários, políticos e funcionários públicos. A ação contou com a participação de 54 policiais e foi batizada de "operação Urupês".

As compras, segundo as investigações, eram feitas por meio de empresas registradas em nome de laranjas.

A investigação teve início em 2009, quando os agentes federais começaram a investigar suspeitas de desvio de repasses da União para o município. Com base nas apurações, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região expediu 13 mandados de busca e apreensão (dez na região de Taubaté e três na cidade de São Paulo), além de três mandados de prisão temporária. Todos os mandados foram cumpridos.

A primeira-dama Luciana Peixoto ocupava, até pouco tempo atrás, cargo comissionado na prefeitura e era responsável pelas licitações.

registrado em: