Você está aqui: Página Inicial / Política / O futuro incerto de Marina

Política

Rompimento

O futuro incerto de Marina

por Clara Roman e Matheus Pichonelli — publicado 07/07/2011 16h00, última modificação 08/07/2011 11h51
A candidata que forçou o 2º turno em 2010 perde a disputa no PV. Por Clara Roman e Matheus Pichonelli
O futuro incerto de Marina

A candidata que forçou o 2º turno em 2010 perde a disputa no PV. Por Clara Roman e Matheus Pichonelli. Foto: Eduardo Enomoto/AE

Amais anunciada separação no mundo político desde o rompimento entre Gilberto Kassab e o DEM concretizou-se na quinta-feira 7. Marina Silva, que embarcou com sua trupe em 2009 para “salvar” o barco do PV, conforme interpretou uma mídia ansiosa por inflar uma terceira -alternativa eleitoral e impedir a vitória de Dilma Rousseff no primeiro turno, pulou fora da embarcação verde. Venceram José Luiz Penna, presidente da legenda desde 1999, e o deputado Zequinha Sarney.

Por ora sem estrutura partidária, a aposta de Marina é manter a exposição com o apoio de movimentos sociais e da internet. E, claro, dos principais fiadores de sua campanha presidencial, entre eles os empresários Guilherme Leal e Ricardo Young, que a acompanharam durante o anúncio da desfiliação, em evento em São Paulo. “Vamos nos reencontrar com nosso potencial para mudar o que precisa ser mudado e preservar o que precisa ser preservado”, disse a ex-senadora.

A criação de um novo partido ainda é incerta, já que os principais aliados de Marina no PV decidiram permanecer, caso de Alfredo Sirkis e Fernando Gabeira.

*Confira este conteúdo na íntegra da , já nas bancas.

registrado em: