Você está aqui: Página Inicial / Política / "Ele teve papel destacado no processo de desenvolvimento do Brasil", declara a direção da Força Sindical

Política

José Alencar

"Ele teve papel destacado no processo de desenvolvimento do Brasil", declara a direção da Força Sindical

por Redação Carta Capital — publicado 30/03/2011 08h02, última modificação 30/03/2011 17h00
Manifestações de centrais sindicais e entidades empresariais demonstram o reconhecimento que Alencar tinha nos diversos setores da sociedade. Deixe aqui sua declaração.

Empresário, Alencar desbravou o mercado brasileiro e esteve à frente de uma das maiores indústrias mineiras. Influente e reconhecido no meio, ele dirigiu a FIEMG e foi nomeado Presidente Emérito da FIESP. Associações empresariais e sindicatos prestam sua homenagem ao ex-vice-presidente.

“Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos - lamenta a morte do vice-presidente José Alencar, político e empresário sério, digno de respeito e prestígio por parte do empresariado nacional.

Mesmo no cargo de vice-presidente da República, José Alencar sempre foi enfático ao cobrar a redução da taxa Selic, a reforma tributária e demais reformas estruturantes que tanto o Brasil necessita. Certamente, o País sentirá falta do cidadão, empresário e político José Alencar.” Declaração da ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos

"É com pesar que recebi a notícia do falecimento do ex-vice-presidente da República José Alencar, aos 79 anos. Grande empresário, Alencar buscou defender testes e princípios importantes para o crescimento da indústria e da economia brasileira, sempre prezando por pelo desenvolvimento e justiça social.

José Alencar deixa sua marca graças à irretocável trajetória que culminou nos últimos oito anos em sua participação na vice-presidência da República. Patriota, sua atuação contribuiu para a construção de um Brasil melhor para as empresas e para as pessoas. Como vice-presidente, ajudou a gerir um país que apresentou crescimento econômico mais acelerado, que distribui mais renda e que passou a buscar patamares mais elevados de investimento, deixando um importante legado paras as próximas gerações.

Como ser humano, foi exemplo de humildade e superação para diversos brasileiros, na medida em que lutou incansavelmente na tentativa de vencer as graves doenças que o acometeram nos últimos anos, sem jamais esmorecer, enfrentando-as com perseverança e otimismo admiráveis". Depoimento de Paulo Godoy, presidente da Abdib – Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústria de Base

“Ele foi um industrial ousado e um líder empresarial que soube, com sabedoria e espírito empreendedor, construir o maior grupo têxtil do país. Político habilidoso, ajudou, com a mesma tenacidade que lutou pela vida, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a recolocar o Brasil no caminho do crescimento e projetar o país no exterior. Perdemos um grande amigo e um brasileiro exemplar. Ele fortaleceu e dinamizou a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG)”. Depoimento do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade.

"A CUT lamenta a morte de José Alencar e quer transmitir seus sentimentos de solidariedade à família deste empresário e ex-vice-presidente que ao longo dos últimos anos desempenhou papel fundamental na defesa do projeto representado pelo governo Lula, mesmo nos momentos de crise, e que simbolizou uma visão contemporânea de parcela do empresariado que acredita na possibilidade de combinar crescimento e distribuição de renda. Em sua vida pessoal, José Alencar também deixa a marca de um guerreiro destemido." Depoimento de Artur Henrique, presidente nacional da CUT.

“José Alencar travou uma grande batalha durante sua vida e contribuiu com o crescimento e estabilidade do país”. Declaração de Paulo Rossi, presidente da Associação Brasileira dos Administradores de Consórcios (Abac).

"Meu caro Josué, conheci seu pai quando presidia a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais(FIEMG), pelas mãos do empresário Arthur João Donato. O empresário de sucesso, muito me impressionou. Sempre me distinguiu com suaamizade, companheirismo e carinho.

Na época, eu não imaginava que estava conhecendo um grande homem. Um gigante!Exemplo de comportamento, alegria, dedicação, coragem e profunda fé em Deus.Grande luz para mim e para todos os brasileiros.

Feliz a família abençoada por este fantástico ser humano. Envio em meu nome e de todos os empresários do Rio de Janeiro, o abraço desolidariedade na saudade a você e a toda a família do nosso querido José Alencar." Carta enviada à família de José Alencar por Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, presidente do Sistema FIRJAN - Federaçãodas Indústrias do Estado do Rio de Janeiro.

"A vida de José Alencar é um exemplo de batalhas, perseverança e vitórias para todos. Como vice-presidente, um líder carismático engajado nas questões sociais. Enquanto empresário, um visionário de sucesso, que construiu o maior grupo têxtil do País. Como amigo e companheiro do setor, uma pessoa admirada por todos os industriais do Brasil, especialmente pelos paulistas, com os quais conviveu por muito tempo desde que transferiu a sede de sua empresa para São Paulo. Após uma luta tão corajosa pela vida, Alencar deixa os amigos e entra para a história de nosso País”. Declaração de Alfredo Emílio Bonduki, presidente do Sinditêxtil-SP.

“É com grande pesar que recebemos a notícia do falecimento de José de Alencar, um grande homem que foi valente na luta para superar a doença, que, infelizmente, o levou. Eleito vice-presidente da República na chapa do presidente Lula, teve um papel de destacado no processo de desenvolvimento do Brasil que beneficiasse tanto o trabalhador como os empresários, especialmente àqueles ligados ao setor produtivo. Manteve uma luta feroz contra a especulação financeira e contra os juros altos. Alencar foi um exemplo para todos os brasileiros que lutam pela consolidação da democracia e por um país mais justo e solidário”. Declaração da Direção Nacional da Força Sindical.

“A vida de José Alencar será sempre um testemunho inabalável de que o trabalho vale a pena e de que a política — exercida com ética e espírito público — é o meio legítimo, eficaz e digno de se contribuir para o bem comum”, afirmou, emocionado, Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp), ao saber da morte do seu amigo e Presidente Emérito da Fiesp.

“No exercício da vice-presidência da República, José Alencar foi a consciência crítica da sociedade no poder executivo federal e, ao mesmo tempo, um interlocutor do governo ante a população, as empresas, as entidades de classe e os sistemas produtivos. Esta foi uma contribuição de grande valia para o Brasil. Respeitado por todos por sua inteligência, imparcialidade e caráter — alguém que, além de tudo, nos deixa um belo exemplo de coragem pessoal e fé”, afirmou Skaf, que, em 2009, concedeu o título de Presidente Emérito da Fiesp para Alencar.

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, seus diretores, conselheiros e colaboradores se solidarizam com a família de José de Alencar. Em especial, com sua mulher, D. Mariza, e seu filho, Josué Gomes da Silva, vice-presidente da Fiesp. O Brasil perdeu hoje um de seus filhos mais honrados e gentis. Um grande brasileiro." Da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP)

registrado em: