Você está aqui: Página Inicial / Política / Novo diretor da PF tentou impedir a Satiagraha

Política

Polícia

Novo diretor da PF tentou impedir a Satiagraha

por Conversa Afiada — publicado 31/12/2010 10h48, última modificação 31/12/2010 12h36
Leandro Daiello Coimbra convocou para a sua sala na Superintendência da PF em São Paulo uma reunião de mais de 10 delegados na véspera da operação. Por Paulo Henrique Amorim

Por Paulo Henrique Amorim

O novo Diretor Geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra, convocou para a sua sala na Superintendência da PF em São Paulo uma reunião de mais de 10 delegados.

Esta reunião foi gravada. Ela ocorreu na véspera da Operação Satiagraha.

Na reunião, Daiello teve destacado papel na pressão sobre o ínclito delegado Protógenes Queiroz para saber contra quem eram os mandados de prisão expedidos pelo corajoso juiz Fausto De Sanctis.

Protógenes valeu-se de prerrogativa legal e recusou-se a dar o nome de quem ia prender.

Só daria com a autorização por escrito do corajoso juiz Fausto De Sanctis.

Participavam dessa reunião, entre outros, os delegados Troncon e Saadi.O novo DG da PF chegou a ameaçar não ceder a Protógenes o efetivo necessário para prender Naji Nahas, Celso Pitta e o passador de bola apanhado no ato de passar bola Daniel Dantas.Na gravação, fica clara a tentativa de obstrução da Operação Satiagraha.Corre hoje no MPF/SP um inquérito para avaliar exatamente essa tentativa de obstrução. Zé Cardozo, o novo ministro da Justiça, começou bem.

registrado em: