Você está aqui: Página Inicial / Política / Ministério sugere instalar hidrelétricas em terras indígenas

Política

Energia

Ministério sugere instalar hidrelétricas em terras indígenas

por Agência Brasil publicado 10/06/2013 15h42, última modificação 10/06/2013 18h44
Márcio Zimmermann, secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, disse que objetivo é seguir passos do Canadá e colocar os próprios indígenas como sócios dos investimentos em energia
Antônio Cruz / ABr
índioos

Índios mundurukus, vindos do Pará, se reuniram na Praça dos Três Poderes em protesto contra projeto do governo de construir uma usina hidrelétrica no Rio Tapajós no começo de junho

Pedro Peduzzi e Danilo Macedo*

Brasília - O secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, acenou nesta segunda-feira 10 com a possibilidade de, no futuro, a partir de uma mudança na legislação brasileira, ser possível a instalação de usinas hidrelétricas em terras indígenas, tendo como sócios do empreendimento os próprios índios, a exemplo do que já ocorre no Canadá.

“Sou um otimista de que, um dia, o Brasil evolua para isso, como já faz o Canadá, inclusive com a possibilidade de os índios se associarem [ao empreendimento hidrelétrico]. À medida em que isso for informado [aos índios], poderemos até ser parceiros. Em outros países os índios pedem o uso de sua terra para a instalação de usinas”, disse o secretário, durante balanço da segunda edição do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

Zimmermann, no entanto, explica que para tornar isso possível será necessário mudar a legislação brasileira. “Atualmente, o Brasil não pode implantar usina nem inundar terras indígenas. Portanto [seguindo o que determina a atual legislação], nenhuma hidrelétrica foi feita nessas áreas e nenhuma terra indígena foi inundada”.

*Publicada originalmente em Agência Brasil.

registrado em: