Você está aqui: Página Inicial / Política / Mistérios olímpicos

Política

Esporte

Mistérios olímpicos

por Redação Carta Capital — publicado 05/10/2012 17h23, última modificação 05/10/2012 17h23
Sai a lista de envolvidos no roubo dos documentos de Londres
Carlos Nuzman

Nuzman. Mais um na linha da cartolagem. Foto: Kevork Djansezian/ Getty Images/Afp

As olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, ainda estão longe, mas as denúncias de irregularidades não param de pipocar. Após o vexame dos documentos secretos roubados por integrantes da Organização das Olimpíadas Cariocas do Comitê de Londres 2012, veio à tona o nome dos peixes pequenos. Juca Kfouri publicou em seu blog, na quinta-feira 4, a lista dos funcionários do COI demitidos após o escândalo. Os nomes dos mandantes seguem, porém, recônditos, como protestou o jornalista. Olímpico (na gíria política, aquele que não discute, mas mantém o silêncio do alto do Olimpo), o presidente do Comitê da Rio-16, Carlos Arthur Nuzman, há 17 anos no cargo e candidato à reeleição do Comitê Olímpico Brasileiro em chapa única, ignorou as provocações de Romário em relação à probidade da venda de ingressos da Olimpíada.

O deputado disse que Patrick Hickey, da Comissão de Coordenação do COI para a Rio 2016, seria amigo de Nuzman e estaria envolvido em tentativa de fraude. O comitê limitou-se a negar as relações, em nota.