Você está aqui: Página Inicial / Política / Marina Silva vai se filiar ao PSB de Eduardo Campos, diz jornal

Política

Eleições 2014

Marina Silva vai se filiar ao PSB de Eduardo Campos, diz jornal

por Redação — publicado 05/10/2013 11h53, última modificação 05/10/2013 12h46
Após não conseguir registro de seu partido, a Rede, ex-senadora deve ser vice na chapa do governador de Pernambuco
Fabio Rodrigues Pozzebom / ABr
Marina Silva

Para participar das eleições de 2014, Marina Silva precisava se filiar a um partido neste sábado

Atualizado às 12h42 de sábado 5.

Após ser cortejada por PPS e PTB, a ex-senadora Marina Silva optou por entrar na disputa pela Presidência da Repúplica pelo PSB, do governador Eduardo Campos (PE). A decisão foi tomada na manhã deste sábado 5, último dia do prazo para os candidatos ao pleito de 2014 se filiarem a um partido. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

A ex-senadora não conseguiu o registro de seu partido, a Rede Sustentabilidade, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na quinta-feira 3 e precisou encontrar uma nova opção para participar das eleições de 2014.

Marina, que recebeu 19,6 milhões de votos na disputa presidencial de 2010, e Campos seguem como pré-candidatos à Presidência. Mas todo o acordo com o PSB foi costurado para que a ex-senadora assuma o posto de vice na chapa liderada pelo governador de Pernambuco. A lógica da união seria criar uma "terceira via" de disputa contra PT e PSDB.

Oito legendas ofereceram um lugar a Marina. O PPS chegou a oferecer uma "candidatura avulsa" e "com liberdade" em relação às diretrizes do partido.

Na última pesquisa Datafolha, do início de agosto, Dilma Rousseff aparece com 35% das intenções de voto para 2014, seguida por Marina, com 26%. Aécio tinha 13% e Campos, 8%.