Você está aqui: Página Inicial / Política / Maria Fernanda Coelho deixa presidência da Caixa, Jorge Hereda assume

Política

Substituição

Maria Fernanda Coelho deixa presidência da Caixa, Jorge Hereda assume

por Celso Marcondes — publicado 24/03/2011 16h27, última modificação 24/03/2011 19h02
Sua saída era especulada há semanas. Seu substituto ocupa atualmente a vice-presidência da instituição. Por Celso Marcondes

(atualizada às 17h20)

Sua saída, especulada há semanas,  foi confirmada nesta tarde pela Caixa. O substituto ocupa a vice-presidência da instituição hoje. Outras vice-presidências devem ser modificadas.

A presidenta da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho, deixou a presidência da Caixa.

Seu substituto, já aprovado pelo ministro Guido Mantega e pela presidenta Dilma Rousseff, é o atual ocupante da vice-presidência de Governo da Caixa, Jorge Fontes Hereda.

Agora Maria Fernanda será a representante do Brasil no BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Quadro técnico com longa carreira pública, Hereda já havia assumido a vice-presidência de Desenvolvimento Urbano da instituição e a Secretaria de Habitação do Ministério das Cidades entre 2003 e 2005. Foi um dos principais impusionadores do crescimento do crédito imobiliário e teve ativa participação na criação do Minha Casa, Minha Vida, um dos programas mais importantes do governo federal.

Maria Fernanda ocupava o cargo desde o início de 2006 e é funcionária de carreira do Banco. O que se espera em Brasília é que ela alegue ”problemas pessoais” para encaminhar seu pedido de demissão, que será prontamente aceito pelo ministro da Fazenda, ao qual a Caixa é subordinada. Seus críticos, alegam que a saída começou a ser preparada depois da quebra do Banco Panamericano. Entretanto, é evidente que ela não teria assumido a responsabilidade de encaminhar anteriormente a participação da Caixa na instituição sem o irrestrito aval de seus superiores.

Hereda tem 54 anos, é arquiteto de formação, graduado pela Universidade Federal da Bahia e fez seu mestrado em Arquitetura e Urbanismo na FAU/USP.

Foi secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano de Diadema e secretário-executivo do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. Também assumiu secretarias nos municípios de São Paulo e Ribeirão Pires.

Militante do PT paulista, tem forte relação com o governador da Bahia, Jaques Wagner.

registrado em: