Você está aqui: Página Inicial / Política / Lula e Dilma lamentam morte de diretor da EBC

Política

Luto

Lula e Dilma lamentam morte de diretor da EBC

por Redação Carta Capital — publicado 31/12/2012 08h02, última modificação 31/12/2012 09h11
O jornalista Ottoni Guimarães Fernandes Júnior, diretor internacional da Empresa Brasil de Comunicação, morreu de infarto no domingo 30
Ottoni

O jornalista Ottoni Guimarães Fernandes Júnior, diretor internacional da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), morto no domingo 30. Foto: Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff solidarizou-se com a família do jornalista Ottoni Guimarães Fernandes Júnior, diretor internacional da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Em nota divulgada, ela ressaltou o "espírito de luta" que o moveu durante sua vida.

Ottoni morreu de infarto na manhã de domingo, durante viagem à Patagônia, na Argentina. O jornalista estava na EBC desde março deste ano. Antes, foi diretor de Comunicação do Instituto Lula, secretário executivo da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República entre 2007 e 2010, na gestão do ex-ministro Franklin Martins, e diretor de redação da revista Desafios do Desenvolvimento, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Trabalhou por 21 anos na Gazeta Mercantil, onde atuou de repórter a diretor-geral. Também foi redator-chefe da revista IstoÉ e editor da revista Exame.

Ex-guerrilheiro, Ottoni militou na Ação Libertadora Nacional (ALN) durante os primeiros anos da ditadura militar, até ser preso em 1970. Em 2004, o jornalista lançou o livro O Baú do Guerrilheiro – Memórias da Luta Armada, no qual escreve sobre os anos de prisão.

Veja a íntegra da mensagem que a presidenta divulgou por ocasião da morte de Ottoni Fernandes Júnior:

"Externo minha tristeza e minha solidariedade pela perda de Ottoni à toda a família e aos amigos desse grande companheiro. Neste triste momento, devemos nos lembrar do desprendimento e do espírito de luta que moveu Ottoni em toda sua vida, do semear da juventude, à colheita recente no governo, onde, desde 2007, ajudou na luta para consolidar a democratização da comunicação pública. Ottoni  será sempre lembrado como um dos brasileiros que ousaram sonhar e realizar, em prol do nosso povo. Recebam meu abraço fraterno".

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua mulher, Marisa Letícia manifestaram pesar:

“Ottoni Fernandes Júnior foi um incansável lutador pela democracia e justiça social no Brasil. No período mais difícil do regime militar, arriscou a vida por seus ideais. Foi também um militante do jornalismo ético e democrático. Na Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, contribuiu para a democratização e uma distribuição mais justa e regionalizada da publicidade do governo federal. Desenvolvia atualmente um importante papel na Empresa Brasileira de Comunicação.  Foi nosso companheiro e parceiro na formulação e criação do Instituto Lula. E foi, sobretudo, nosso grande e querido amigo. Neste momento de perda, nos unimos na despedida a seus parentes, amigos e familiares.

Dona Marisa Letícia e Luiz Inácio Lula da Silva”

 

*Com informações da Agência Brasil

registrado em: , ,