Política

Líbia

Filho de Khadafi diz ser impossível uma solução que exclua seu pai

por Agência Brasil publicado 04/07/2011 10h03, última modificação 04/07/2011 11h07
“A operação da Otan é estúpida e mal preparada”, disse Seif Al Islam Kadafi

O porta-voz do governo da Líbia e filho do presidente líbio, Muammar Khadafi, Seif Al Islam Khadafi, disse nesta segunda-feira ser impossível buscar uma solução para o fim da crise no país que exclua seu pai. Segundo ele, o conflito é liderado por traidores, milícias e terroristas. Os embates na Líbia começaram em fevereiro por meio de movimentos internos pressionando Khadafi a deixar o poder, depois de 42 anos.

“O meu pai não faz parte das negociações. É um conflito líbio com líbios e traidores, milícias, terroristas. Pensam que poderemos encontrar uma solução que não o envolva? Não, é impossível”, disse.

Em seguida, Seif Al Islam acrescentou “a operação da Otan [Organização do Tratado do Atlântico Norte] é particularmente estúpida e mal preparada”. “Temos o nosso Exército. Temos mais munições e armas. O moral está o mais alto possível.”

Apontado como sucessor de Khadafi, Seif Al Islam, de 39 anos, é alvo de um mandado de captura por crimes contra a humanidade lançado pelo Tribunal Penal Internacional. Porém, as autoridades líbias informaram não reconhecer o Corte Internacional.

*Publicado originalmente pela Agência Brasil

registrado em: