Você está aqui: Página Inicial / Política / Ex-ministro do Turismo será investigado

Política

Inquérito civil

Ex-ministro do Turismo será investigado

por Agência Brasil publicado 20/09/2011 20h17, última modificação 20/09/2011 20h20
Uso de verba pública para contratação de empregada doméstica por Pedro Novais será apurado pela Procuradoria da República no DF

Por Débora Zampier

A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu inquérito civil contra o ex-ministro do Turismo, Pedro Novais. Ele deixou o cargo há uma semana, após denúncias de mau uso do dinheiro público para fins privados. O MP vai apurar se houve crime de improbidade administrativa na contratação de Doralice Bento de Souza como servidora da Câmara dos Deputados, já que ela dava expediente como empregada doméstica de Novais.

Para instruir a investigação, o MP requisitou ao presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), cópia dos assentos funcionais e das folhas de frequência de Doralice, referentes ao período em que esteve vinculada à Câmara.

O ofício foi enviado na segunda-feira 19 ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, para que ele o encaminhe ao presidente da Câmara. Maia terá 15 dias para enviar as informações ao Ministério Público a partir do recebimento do ofício.

A procuradoria no DF só é responsável por averiguar se houve ou não improbidade administrativa. A análise de possíveis implicações criminais das atividades do ex-ministro ficará a cargo da Procuradoria-Geral da República, já que Novais tem foro privilegiado por ser deputado federal.

*Publicado originalmente em Agência Brasil.

registrado em: