Você está aqui: Página Inicial / Política / Em SP e no RS Dilma ultrapassa Serra, aponta Datafolha

Política

Pesquisa Eleitoral

Em SP e no RS Dilma ultrapassa Serra, aponta Datafolha

por Redação Carta Capital — publicado 26/08/2010 10h29, última modificação 26/08/2010 10h48
Governo Lula tem aprovação de 79% dos entrevistados e bate recorde

Governo Lula tem aprovação de 79% dos entrevistados e bate recorde

A pesquisa divulgada hoje pelo Datafolha mostra a candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff com 49% das intenções de voto à frente de José Serra, do PSDB, com que tem 29%. Já Marina Silva, candidata pelo PV, tem 9% dos votos. A distância entre os dois principais candidatos é de 20 pontos. Na pesquisa anterior, divulgada na última sexta-feira, Dilma tinha 47%, Serra 30% e Marina 9%. A taxa de rejeição da petista é de 19% e do tucano 29%.

Os votos brancos e nulos somam 4% e os indecisos 8%. O levantamento tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Foram entrevistadas 10.948 pessoas em 385 municípios brasileiros entre os dias 23 e 24 de agosto.

A grande surpresa desta pesquisa fica por conta do aumento das intenções de voto em São Paulo, onde o PSDB está há 16 anos no governo.

No Estado de São Paulo, Dilma que na pesquisa anterior tinha 34% dos votos agora tem 41% contra 36% de Serra (antes ele tinha 41% dos votos). Na cidade de São Paulo o tucano tem 35% e a petista 41%. No Rio Grande do Sul, Dilma passou dos 35% para 43% nesta pesquisa e Serra que tinha 43% caiu para 39%. Já em Curitiba o tucano mantem-se na frente com 40% dos votos contra 31% da petista.

Se os votos brancos e nulos forem desconsiderados, neste levantamento do Datafolha Dilma chega a 55% das intenções de votos válidos e seria eleita em primeiro turno contra 33% de Serra e 10% de Marina.

Numa simulação de segundo turno entre Dilma e Serra a petista sairia vitoriosa com 55% dos votos e Serra com 36%

A pesquisa Datafolha também avaliou o atual governo. Ao todo, 79% dos entrevistados disseram que o governo é bom ou ótimo; 17% acreditam que é regular e 4% ruim ou péssimo. No relatório da semana passada, os índices eram de 77%, 18% e 4%, respectivamente. Conforme o Datafolha, essa é uma taxa de aprovação recorde.

registrado em: