Você está aqui: Página Inicial / Política / Dilma se reelegeria no 1º turno se a eleição fosse hoje, segundo pesquisa

Política

Eleições 2014

Dilma se reelegeria no 1º turno se a eleição fosse hoje, segundo pesquisa

por Redação — publicado 11/06/2013 14h43, última modificação 11/06/2013 14h45
Levantamento encomendado pela CNT aponta popularidade de 54,2% para a presidenta
Antonio Cruz / Abr
Dilma Rousseff

Dilma: governo com 54,2% de aprovação e boa vantagem sobre seus principais concorrentes à Presidência em 2014

A presidenta Dilma Rousseff (PT) se reelegeria para o cargo ainda no primeiro turno se as eleições fossem hoje, de acordo com estudo encomendado pela Confederação Nacional dos Transportes e realizada pela MDA, divulgado nesta terça-feira 11. Na intenção de voto estimulada para presidente, quando são apresentados os nomes dos candidatos, Dilma tem 52,8%, à frente dos seus possíveis concorrentes. Aécio Neves (PSDB) conta com 17%, Marina Silva (Sem partido), 12,5%, e Eduardo Campos (PSB), 3,7%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 1 e 5 de junho, com 2.010 entrevistas em 134 municípios de 20 Estados. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. Aécio é conhecido por 72,6% do eleitorado, e Eduardo Campos por 45%.

Avaliação do governo

A avaliação positiva de Dilma, porém, mostrou uma queda de 2,4 pontos percentuais desde a última pesquisa, realizada em julho de 2012. Ela passou de 56,6% para 54,2%. O índice de rejeição oscilou positivamente dois pontos percentuais, indo a 9%.

Pesquisa Datafolha, divulgada na última semana, mostrou que a sua administração é considerada ótima ou boa por 57% dos brasileiros. Segundo o instituto, a popularidade dela caiu oito pontos percentuais em três meses.

Perguntados sobre a situação do emprego, renda mensal, saúde e educação para os próximos seis meses no País, a expectativa dos entrevistados é que esses índices irão piorar.

Segundo a pesquisa, 23,1% dos entrevistados responderam de forma espontânea que o PT é o partido que ele quer ver na Presidência da República a partir de 2015. O PSDB é o segundo, com 5,1% e o PMDB o terceiro, com 2,5%.

registrado em: