Você está aqui: Página Inicial / Política / Dilma e Lula vão juntos a velório de José Alencar em Belo Horizonte

Política

José Alencar

Dilma e Lula vão juntos a velório de José Alencar em Belo Horizonte

por Agência Brasil publicado 31/03/2011 07h00, última modificação 31/03/2011 11h55
O velório foi fechado ao público por volta das 23h. Durante todo o dia, mais de 8 mil pessoas passaram em frente ao caixão com o corpo do ex-vice-presidente

A presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva irão juntos amanhã (31) a Belo Horizonte para o velório e a cerimônia de cremação do corpo do ex-vice-presidente José Alencar. Ao lado de alguns ministros, os dois partirão de Brasília por volta das 10h30.

O corpo de Alencar sairá do Palácio do Planalto, onde está sendo velado desde o início da manhã, por volta das 6h. Na capital mineira, o corpo será recebido pelo governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, na Base Aérea. Em cortejo, seguirá para o Palácio da Liberdade, antiga sede do governo mineiro, onde será velado das 9h às 13h.

Praticamente três meses depois de deixar a Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva voltou hoje (30) ao Palácio do Planalto para o velório do seu vice José Alencar. Bastante emocionado, Lula chorou várias vezes durante a cerimônia religiosa celebrada pelo secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Dimas Lara.

Ao chegar ao Salão Nobre do Palácio do Planalto, acompanhando a presidenta Dilma Rousseff, Lula prestou condolências a Josué da Silva, filho de Alencar, e dona Mariza Gomes da Silva, viúva do ex-vice presidente. Ao se aproximar do caixão, Lula não conteve as lágrimas e beijou a testa do seu companheiro dos últimos oito anos no comando do país.

A presidenta da República, Dilma Rousseff, ficou durante todo o tempo ao lado de dona Mariza Gomes da Silva. Por diversas vezes, acariciou o rosto da viúva do ex-vice-presidente. Pouco antes da celebração de encomendação do corpo, Dilma se aproximou do caixão e ficou durante alguns minutos observando o corpo de José Alencar.

A cerimônia religiosa durou cerca de 50 minutos. Ao fim, Dilma, Lula, Josué, dona Mariza, e dona Marisa Letícia, esposa de Lula, conversaram próximos ao caixão. Em seguida, todos receberam os cumprimentos de ministros, parlamentares e autoridades presentes. Lula voltou a se emocionar ao receber o abraço dos ex-ministros.

Estiveram no velório os presidentes do Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluzzo, da Câmara dos Deputados, Marco Maia, e do Senado, José Sarney, além de governadores, ex-minstros, parlamentares e amigos da família. A visitação pública não foi interrompida durante a cerimônia religiosa.

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse que durante os últimos oito anos, Alencar foi mais do que um vice, foi um companheiro de Lula “nas horas mais difíceis”.

“Aqui nesse palácio vocês sabem que passamos por muita dificuldades, quem vê o balanço do governo, não pode imaginar as dores que tivemos aqui e o Zé foi a pessoa que estava mais perto do Lula”, disse Carvalho.

O velório foi fechado ao público por volta das 23h. Durante todo o dia, mais de 8 mil pessoas passaram em frente ao caixão com o corpo de José Alencar.

registrado em: