Você está aqui: Página Inicial / Política / Deputados do PT e do DEM promovem tumulto na Câmara

Política

Câmara

Deputados do PT e do DEM promovem tumulto na Câmara

por Redação Carta Capital — publicado 27/02/2013 18h16, última modificação 27/02/2013 18h16
Em protesto, democratas tentaram incluir um cartaz sobre o "mensalão" em exposição que lembrava a história do PT

Da Agência Câmara

Deputados do PT e do DEM se desentenderam, nesta quarta-feira, durante manifestação no Hall da Taquigrafia da Câmara dos Deputados, espaço onde costumam ser realizadas exposições sobre a história do País. Atualmente, são exibidos painéis fotográficos que lembram os 33 anos do Partido dos Trabalhadores. Deputados e assessores do DEM levaram, ao local, outro painel com capas de revistas e jornais de 2005 lembrando o episódio do "mensalão", o que gerou empurra-empurra e troca de ofensas, com repercussão no Plenário da Casa.

“Só estamos relatando aqui a verdade, os fatos e o julgamento [do "mensalão"]. Nós fomos fiéis à história; o que não é correto é que eles excluam esses fatos da história do seu partido”, disse o líder do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO).

O material do DEM foi retirado por integrantes do PT. “Não vamos guardar, só tirei porque estava na frente do painel do PT. Respeitamos todas as manifestações, de qualquer partido, mas colocar na frente do nosso, tapando a nossa exposição, é um desrespeito”, argumentou o deputado Amauri Teixeira (PT-BA).

Caiado, por sua vez, disse que o PT foi “intolerante” ao retirar o painel do DEM. “Já fomos governo e soubemos conviver com a oposição. Quando fizemos parte do governo Fernando Henrique, o PT vinha a Plenário com faixas achincalhando o governo, e elas nunca foram retiradas. O PT precisa respeitar o contraditório”, disse.

Amauri Teixeira, por outro lado, considerou como “coisa de moleque” o ato do DEM. “A oposição não tem o direito de minimizar uma manifestação nossa”, completou.

Pedido
Deputados do PT pediram auxílio à Mesa Diretora e à segurança da Câmara para que seja garantido o direito de manifestação aos militantes da legenda. O líder da bancada petista, deputado José Guimarães (CE), cobrou respeito aos outros partidos, para que as manifestações sejam livres nas dependências da Câmara.

“Faz dois anos que reservamos o espaço para uma exposição fotográfica; nós respeitamos qualquer partido e não nos organizamos para impedir qualquer manifestação”, disse Guimarães.

No Plenário, houve discussão entre os deputados Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e Devanir Ribeiro (PT-SP).

registrado em: ,