Você está aqui: Página Inicial / Política / Gim Argello renuncia ao cargo de relator-geral do Orçamento de 2011

Política

Repasses ilegais

Gim Argello renuncia ao cargo de relator-geral do Orçamento de 2011

por Redação Carta Capital — publicado 08/12/2010 17h04, última modificação 08/12/2010 17h09
Denúncia de corrupção revela que senador teria repassado, por meio de emendas individuais, ao menos 1,4 milhão de reais para institutos fantasmas

O senador Gim Argello (PTB-DF) renunciou, nesta terça-feira 7, ao cargo de relator-geral do Orçamento de 2011 e à vaga na Comissão Mista do Orçamento, após ter sido acusado de repassar verbas a institutos fantasmas. No último domingo 5, o Estado de S. Paulo informou que ao menos 1,4 milhão de reais teria sido repassado para esses institutos por meio de emendas individuais de Argello no orçamento. O valor teria sido emcaminhado em seguida, sem licitação, para uma empresa que tem como donos um jardineiro e um mecânico, usados como laranjas. Segundo o mesmo jornal, o dinheiro viria dos ministérios do Turismo e da Cultura.

A situação do senador ficou insustentável na relatoria porque o governo pretende votar o Orçamento ainda neste ano e os demais parlamentares se negaram a aprovar uma proposta orçamentária ligada a um esquema de corrupção. A senadora Ideli Salvatti (PT-SC), substituirá Argello como relatora-geral do Orçamento de 2011.

Ao anunciar a renúncia, Argello disse ser alvo de acusações injustas e que sua decisão é pessoal para evitar que “manobras políticas instalem uma crise artificial no limiar do novo governo”.

registrado em: