Você está aqui: Página Inicial / Política / Denúncia de fraude em licitação emperra linha do metrô de SP

Política

Transporte

Denúncia de fraude em licitação emperra linha do metrô de SP

por Redação Carta Capital — publicado 09/11/2010 16h36, última modificação 09/11/2010 18h34
Concorrência para construção da linha 5 teve resultado descoberto por jornal seis meses antes da divulgação

Concorrência para construção da linha 5 teve resultado descoberto por jornal seis meses antes da divulgação

As semanas pós-eleitorais têm sido duras para a empresa do Metrô de São Paulo. Depois do laudo pericial divulgado no dia 4 - mostrando que a superlotação foi responsável pelo "apagão" da semana anterior -, agora, o Diário Oficial publica a decisão de suspender a sequência das obras da linha 5, lilás.

O início da construção do trecho - que complementa a linha lilás, integrando-a ao resto do sistema - fica suspenso por 120 dias, prazo que pode ser prorrogado, de acordo com o avanço das investigações. A razão é suspeita de formação de cartel na licitação da construção.

O resultado da concorrência, divulgado em 21 de outubro, já havia sido descoberto e registrado pelo jornal Folha de S.Paulo em abril deste ano. A extensão do Metrô em questão teria custo de 4,04 bilhões de reais para um trecho de 20 quilômetros.

Em nota oficial, a empresa que administra o sistema tenta explicar o imbróglio: "Caso se comprove a existência de cartel, a Companhia do Metrô poderá solicitar indenização, inclusive, executando as garantias financeiras contratuais. O Metrô reafirma que não há qualquer indício de irregularidade ou ilegalidade no processo licitatório. O fato que está sendo apurado é a formação de cartel por parte dos proponentes para o qual a Companhia está colaborando com as autoridades responsáveis pelas investigações".

registrado em: