Você está aqui: Página Inicial / Política / Copa do Mundo e Olimpíadas: Comitê do projeto Jogos Limpos é apresentado

Política

Copa do Mundo e Olimpíadas: Comitê do projeto Jogos Limpos é apresentado

por Redação Carta Capital — publicado 24/03/2011 15h38, última modificação 24/03/2011 18h09
O papel do Comitê é orientar as atividades propostas e convergir agendas das demais iniciativas que tratam dos jogos. Da Redação

O projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios apresentou, nesta quarta-feira, 23, o seu Comitê Nacional de Coordenação, cujo papel é orientar as atividades propostas e convergir agendas das demais iniciativas que tratam da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil.

Em cerimônia realizada em 23 de março de 2011, na sede da Fecomércio, em São Paulo, o projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios apresentou o seu Comitê Nacional de Coordenação, composto por organizações que estão atuando na promoção de uma agenda pela integridade, transparência e legado socioambiental da realização, no Brasil, da Copa de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016.

Apoiado pela Siemens Integrity Initiative, o projeto Jogos Limpos busca aumentar os níveis de transparência, integridade e controle social dos investimentos nas obras de infraestrutura para esses megaeventos no país.

O Comitê Nacional de Coordenação do projeto tem o papel de orientar as atividades propostas e convergir agendas das demais iniciativas em andamento que tratam dos jogos, tais como impactos nas áreas de educação, políticas públicas de esporte, meio ambiente, trabalho decente e cidades sustentáveis.

A cerimônia contou com a participação dos seguintes representantes do comitê: Aloísio Soares, do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea); Bo Mathiasen, do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC); Dudu Bolito, representando a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Instituto Observatório Social; Gláucia Barros, da Fundacão Avina; Izabela Moreira Corrêa, da Controladoria-Geral da União (CGU); Jorge Sánchez, da Amarribo Brasil; Maurício Broinizi Pereira, da Rede Nossa São Paulo e da Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis; Raí Oliveira, do Atletas pela Cidadania; e Paulo Itacarambi, do Instituto Ethos, organização responsável pela secretaria executiva do projeto. Esteve presente também o presidente do Ethos, Jorge Abrahão, e o gerente executivo de Políticas Públicas do Ethos, Caio Magri.

O Escritório do Pacto Global da ONU e o Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS) também integram o Comitê Nacional de Coordenação.

registrado em: