Você está aqui: Página Inicial / Política / CGU vai analisar licitações do Ministério dos Transportes

Política

Irregularidades

CGU vai analisar licitações do Ministério dos Transportes

por Agência Brasil publicado 04/07/2011 15h00, última modificação 05/07/2011 09h54
Denúncias de propinas envolvendo integrantes do PR aumentam o cerco ao ministro Alfredo Nascimento

Por Daniella Jinkings*

A Controladoria-Geral da União (CGU) vai analisar, por determinação da presidenta Dilma Rousseff, todas as licitações, contratos e execuções de obras que deram origem às denúncias de corrupção no Ministério dos Transportes.

A edição da revista Veja desta semana publicou matéria contendo denúncias de que há no ministério um esquema de pagamento de propina para integrantes do PR, partido do ministro Alfredo Nascimento, em troca de contratos de obras.

De acordo com a CGU, apesar do histórico de irregularidades na área, há um esforço do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para reduzir o número de obras, com pedido de suspensão do Tribunal de Contas da União (TCU). Em 2007, havia 40 obras nessa situação e neste ano não há nenhuma.

Em nota, a CGU informou que as auditorias abrangerão órgãos centrais do Dnit e da empresa estatal Engenharia, Construções e Ferrovias S.A (Valec), em Brasília e nas suas representações regionais.
Entre 2009 e 2011, foram abertos pelo menos 18 processos administrativos disciplinares e sindicâncias instauradas diretamente pela CGU envolvendo pelo menos 30 dirigentes e servidores das do Dnit e da Valec.

“Outros 150 processos administrativos foram instaurados pelo Ministério dos Transportes”, informa a nota. Do total, 66 são referente ao Dnit. “Todos esses processos são acompanhados pela CGU.”

As auditorias CGU constaram irregularidades e apresentam recomendações para os órgãos. Nos casos mais graves, a CGU recomenda a apuração de responsabilidades para punição dos envolvidos.

*originalmente publicado em Agência Brasil

registrado em: