Você está aqui: Página Inicial / Política / Brasileiros ainda enfrentam dificuldades para deixar o Egito

Política

Revolta

Brasileiros ainda enfrentam dificuldades para deixar o Egito

por Agência Brasil publicado 01/02/2011 17h10, última modificação 01/02/2011 17h12
O Itamaraty informou os telefones para contato com a embaixada do país no Egito; há uma lista de 42 pessoas que querem retornar, mas não conseguem. Da Agência Brasil

Por Renata Giraldi

Os brasileiros que estão no Egito ainda enfrentam dificuldades para embarcar de volta ao Brasil. Aqueles que estão no Aeroporto do Cairo – capital egípcia – correm o risco de perder os voos. A tensão aumentou ainda mais hoje (1º) devido à manifestação, promovida pela oposição, para reunir mais 1 milhão de simpatizantes. O trânsito da capital egípcia, que é habitualmente confuso, está mais difícil, segundo diplomatas.

Na Embaixada do Brasil no Egito, há uma lista de 42 nomes de brasileiros que querem retornar. Paralelamente, há problemas causados pela falta de combustível e o toque de recolher, marcado para as 14h. No caso do toque de recolher, as pessoas tentam fugir do rush saindo mais cedo de onde estão ou permanecendo em casa.

Os diplomatas, que estão no Cairo, afirmaram que não há informações de casos de emergência envolvendo brasileiros, como doentes, hospitalizados ou feridos. As dificuldades se agravaram porque, sem combustível nos postos, há problemas para que os brasileiros deixem o hotel em direção ao aeroporto. Também não há transporte público em funcionamento no país.

Ontem (31) o Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty, recomendou que os planos de viagem para o Egito sejam suspensos até que a situação no país se normalize. Há uma semana, manifestantes pedem a saída do atual presidente egípcio, Hosni Mubarak. Os protestos são repreendidos pelo governo. Por isso, o Brasil desestimula as viagens.

“A Embaixada do Brasil no Cairo desestimula qualquer viagem ao Egito até que a situação volte à normalidade, e tem atuado no retorno antecipado dos brasileiros que se encontram no país”, diz a nota oficial. “O governo brasileiro acompanha com preocupação a situação no Egito e espera que não haja atos de repressão violenta contra os manifestantes. [O governo] reafirma o desejo de que os acontecimentos evoluam de forma pacífica.”

O Itamaraty informou que a Embaixada do Brasil no Egito se coloca à disposição dos brasileiros nos seguintes números de telefone (00xx202) 2575-6877 e 2577-3013. O número do plantão diplomático é: (00xx2010) 8177678

registrado em: , ,