Você está aqui: Página Inicial / Política / Brasil busca distanciamento de Hugo Chávez

Política

Venezuela

Brasil busca distanciamento de Hugo Chávez

por Brasil Econômico — publicado 06/07/2011 09h49, última modificação 06/07/2011 12h20
Após período de "lua de mel" no governo Lula, Brasil tenta se afastar do modelo venezuelano, sem abandonar parceria

Por Bárbara Ladeia *

Após período de "lua de mel" durante parte do governo Lula, Brasil tem buscado se afastar do modelo venezuelano, sem abandonar a condição de parceiro de negócios.

A amizade entre os presidentes Lula e Hugo Chávez era pública, mas quando o assunto era política externa, nem tudo era camaradagem. Já no final de seu governo, as atitudes mais extremistas do líder venezuelano, em especial no que tange a democracia, ou falta dela, provocaram um ligeiro afastamento entre as duas nações.

A preocupação em mostrar um modelo diferente do chavista foi o principal elemento motivador deste distanciamento por parte do governo brasileiro, preocupado em se manter na posição da liderança do continente.

"O Brasil tenta se posicionar como um personagem importante, que mostra que a América Latina não caminha para um retrocesso tanto do ponto de vista econômico como democrático", avalia Denilde Holzhacker, professora de Relações Internacionais da ESPM.

No entanto, do ponto de vista prático, não houve ruptura. Sequer um desfazer de parcerias. Atualmente, o Brasil segue como um grande parceiro econômico da Venezuela.

*Matéria publicada originalmente no Brasil Econômico

registrado em: