Você está aqui: Página Inicial / Política / As novidades do caso Erenice Guerra

Política

O novo escândalo

As novidades do caso Erenice Guerra

por Redação Carta Capital — publicado 13/09/2010 18h15, última modificação 13/09/2010 18h15
Assessor da Casa Civil pede exoneração e ministra processa a revista Veja. Opine aqui.

Assessor da Casa Civil pede exoneração e ministra processa a revista Veja. Opine aqui.

O escândalo da vez é a reportagem de capa da revista Veja, deste final de semana. Ela acusa a ministra da Casa Civil, e braço direito da candidata Dilma Rousseff, Erenice Guerra, de permitir o tráfico de influência de seu filho Israel dentro de órgãos de governo

Leia abaixo as novidades do dia:

1- Na manhã desta segunda-feira 13, Erenice entrou com uma solicitação na Comissão de Ética Pública da Presidência da República para a instauração de uma investigação sobre a sua conduta nas acusações publicadas pela revista Veja. Em nota à imprensa, a ministra reafirmou a sua disposição em abrir seus sigilos bancários, telefônico e fiscal e, se necessário, do seu filho. Erenice nega todas as acusações e classifica a matéria de “caluniosa” e de ter "fins eleitoreiros".

2- No começo da tarde, a Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu abrir um procedimento preliminar para apurar a conduta da ministra.

3- O presidente Lula anunciou que manterá Erenice no cargo. Eles tiveram uma conversa no Palácio da Alvorada no domingo à noite. Lula disse que as acusações são infundadas e que a ministra deve anunciar respostas e provas “o mais rápido possível”.

4- O assessor da Secretaria-Executiva da Casa Civil, Vinícius de Oliveira Castro, que supostamente teria participado de um esquema para beneficiar empresas com contratos no governo, segundo a matéria da revista Veja, pediu exoneração. Contudo, não foi divulgado o motivo de sua saída e a Casa Civil, em nota, salientou o repúdio a todas as acusações.

5- No final da tarde, a ministra anunciou, também em nota, que irá processar a revista Veja por conta das acusações feitas pela reportagem de capa desta semana.

O caso agora tende a ocupar parte do espaço da mídia antes dedicado ao escândalo da Receita Federal. O que o leitor achou desta nova denúncia contra a campanha de Dilma Rousseff?

registrado em: ,