Você está aqui: Página Inicial / Política / As 10 empresas e os líderes empresariais mais admirados do Brasil

Política

Mais Admiradas

As 10 empresas e os líderes empresariais mais admirados do Brasil

por Redação Carta Capital — publicado 19/10/2010 11h20, última modificação 19/10/2010 16h12
Natura é a Empresa Mais Admirada do Brasil. Roger Agnelli é o líder empresarial mais admirado
As 10 empresas e os líderes mais admirados do Brasil

Natura é a Empresa Mais Admirada do Brasil. Roger Agnelli é o líder empresarial mais admirado. Foto: Alvaro Motta

Natura é a Empresa Mais Admirada do Brasil. Roger Agnelli é o líder empresarial mais admirado

O prêmio As Empresas Mais Admiradas 2010, promovido pela revista CartaCapital em parceria com a consultoria Officina Sophia, de Paulo Secches, chega a sua 13ª edição como um dos eventos mais tradicionais da economia do País.

O ranking das Mais Admiradas, que foi pesquisado entre junho e agosto deste ano, avaliou mais de 48 segmentos e tabulou mais de 1.100 entrevistas com executivos de empresas. Deste minucioso trabalho saíram os vencedores dos setores pesquisados e as 10 empresas e os 10 empresários mais admirados.

A entrega dos prêmios ocorreu nesta segunda-feira 18, em São Paulo. Os principais foram entregues pelo presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e pelo diretor da redação da revista Mino Carta, que fizeram significativos discursos. Além deles, discursaram os empresários Roberto Setubal, do Itaú, e Abílio Diniz, do Grupo Pão de Açúcar (todos os discursos você poderá ouvir logo mais aqui no site).

As 10 mais – A Natura é a Empresa Mais Admirada do Brasil 2010. É a quinta vez desde que foi instituído o Prêmio

Em segundo lugar ficou a Vale, segunda maior companhia de capital aberto do Brasil, uma das três maiores mineradoras do mundo.

Na terceira posição do ranking das 10 Mais está a Apple, que virou um ícone da era digital.

A Petrobras, que esteve na terceira posição em 2009, ficou em 4º lugar este ano.

A filial brasileira da Nestlé ocupa a quinta posição.

Subindo uma posição em relação à premiação anterior o Banco Itaú ocupa o sexto lugar.

Em sétimo ficou o Google.

A AmBev, que prevê crescimento de 15% para este ano, está em oitavo lugar.

A Gerdau, maior e mais internacionalizada fabricante de aços do Brasil, está em nono lugar.

Em décimo ficou a Embraer, terceira maior fabricante de mundial de aviões.

Líderes Empresariais - Entre os líderes empresariais, Roger Agnelli, da Vale, foi o grande vencedor.

Abílio Diniz, presidente do Conselho Administrativo do Grupo Pão de Açúcar, ficou em segundo.

Em terceiro, Fabio Barbosa, do Santander.

Em quarto lugar na edição deste ano ficou Roberto Setubal, principal executivo do Grupo Itaú.

Eike Batista, da Holding EBX, que em 2009 estava em oitavo lugar, aparece na edição deste ano em quinto.

Steve Jobs, da Apple, conhecido mundialmente como principal responsável por lançamentos que revolucionaram a nossa tecnologia, é o sexto colocado.

Em sétimo o presidente da Nestlé Ivan Zurita; Em oitavo, ficou Guilherme Leal, copresidente licenciado do Conselho de Administração da Natura.

Em nono lugar, ficou o presidente da Fiat América Latina, Cledorvino Belini.

E em décimo, Alessandro Carlucci, presidente da Natura, única empresa a colocar dois de seus executivos entre os 10 Mais.