Você está aqui: Página Inicial / Política / Ao vivo: Siga minuto a minuto o dia do 2º turno das eleições pelo Brasil

Política

Eleições 2012

Ao vivo: Siga minuto a minuto o dia do 2º turno das eleições pelo Brasil

por Redação Carta Capital — publicado 28/10/2012 08h02, última modificação 06/06/2015 17h37
31 milhões de eleitores escolhem os prefeitos de 50 cidades pelo País; São Paulo, Salvador, Fortaleza e Curitiba são as principais capitais a escolher hoje seus próximos mandatários
Haddad

O novo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Foto: Divulgação

Neste domingo 28, 50 municípios brasileiros foram às urnas para escolher seus respectivos prefeitos para o quadriênio 2013-2016. Eram mais de 31 milhões de eleitores chamados às urnas nestas cidades. São Paulo, Salvador, Fortaleza e Curitiba foram as principais capitais a decidir o próximo mandatário.

Acompanhe tudo o que aconteceu minuto a minuto:

20h30 - Obrigado a quem nos acompanhou no segundo turno das eleições municipais de 2012.

20h15:Arthur Virgílio (PSDB) confirma favoritismo e se torna o novo prefeito de Manaus. Com uma larga vantagem, o tucano vence Vanessa Grazziotin (PCdoB) por 65,95% dos votos válidos contra 34,05%.
 20h04: Com 100% das urnas apuradas, o novo prefeito de Santo André é Carlos Grana (PT). O candidato petista teve 53,92% dos votos válidos contra 46,08% do atual prefeito Dr. Aidan Ravin (PTB)
20h01: Pannunzio está eleito em Sorocaba (SP). O tucano tem 51,04% dos votos, contra 48,96% do candidato do PMDB Renato Amary.

19h57: Edivaldo Holanda Junior é o novo prefeito de São Luís. Ele tem 56,06% dos votos, contra 43,94% de Castelo (PSDB).

19h47: . Com 94,03% das urnas apuradas o pessebista obteve 53,13% dos votos válidos contra 46,87% de Elmano Freitas (PT).

19h45: Em Natal,  Carlos Eduardo (PDT) está eleito. Ele ficou com 58,31% dos votos, contra 41,69% de Hermano Moraes do PMDB.

19h43: Em Macapá, com 100% das urnas apuradas, Clécio, do Psol, é eleito prefeito. A apuração foi acirrada: Clécio terminou com 50,59% dos votos, contra 49,41% de Roberto (PDT).

19h41: Luciano Cartaxo (PT) é eleito prefeito de João Pessoa com 68,13% dos votos válidos. Cicero Lucena do PSDB recebeu 31,87% dos votos.

19h35: Em Manaus, Arthur Virgilio Neto (PSDB) está matematicamente eleito. Com 83,93% das urnas apuradas, ele tem 66,75% dos votos. Sua adversária, Vanessa Grazziotin (PCdoB) tem 33,25%

19h32: é o novo prefeito de São Paulo.

19h14: Em Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB) está eleito prefeito com 97,12% das urnas apuradas. Ele tem 56,81% dos votos, contra 43,19% de Edmilson Rodrigues (Psol).

19h09: Com 93,5% das urnas apuradoas, Lauro Michels é eleito matematicamente prefeito de Diadema. O candidato do PV tem 60,16% dos votos, enquanto Mario Reali, do PT, tem 39,84%.

19h05: Cuiabá: Com 56% das urnas apuradas, o candidato Mauro Mendes é o favorito para a prefeitura da capital do Mato Grosso. Ele apresenta 54,46% dos votos válidos, enquanto Lúdio Cabral, do PT, tem 45,54%.

19h00: Jonas Donizete (PSB) vai se elegendo prefeito de Campinas. Com 75,3% dos votos apurados, o pupilo de Geraldo Alckmin (PSDB) tem 59,5% contra 40,5% de Marcio Pochmann (PT).

18h52: Florianópolis também já tem novo prefeito confirmado: com 99,2% dos votos apurados, César Souza Júnior (PSD) está eleito com 52,6%, contra 47,3% de Gean Loureiro (PMDB).

18h50: Campo Grande já tem novo prefeito. Com 92,7% das urnas apuradas, Alcides Bernal (PP) é o novo prefeito com 62,6% dos votos. Derrotou Giroto (PMDB), que tem 37,3%.

18h46: A ex-prefeita Marta Suplicy disse que está "de alma lavada" e "muito feliz". "A derrota, para o Serra, deve estar sendo muito dura e bem merecida".

18h44: Com 66,61% das urnas apuradas em SP, o candidato petista Fernando Haddad soma 55,79% dos votos, contra 44,21% do tucano José Serra

18h32: Florianópolis: 77% dos votos apurados, César Júnior (PSD) tem 52,9%, Gean Loureiro (PMDB) tem 47,1%.

18h26: Em São Paulo, 51,28% dos votos apurados: Fernando Haddad (PT) vai sendo eleito com 55,7% dos votos. José Serra tem 44,2%.

18h15: Em São Paulo, Nadia Campeão, vice de Haddad, chegou ao hotel onde o candidato está concentado e se disse confiante, mas que ainda não era possível garantir a vitória. Pergunta se assumiria uma secretaria no governo, disse que "nem pensar em falar disso agora".

18h11: Boca e urna Ibope Belém: Zenaldo Coutinho (PSDB) deve ser eleito com 53% dos votosw, de acordo com a boca de urna. Edmilson Rodrigues (PSOL) aparece com 46%.

18h07: Boca de urna Ibope Fortaleza: Roberto Claudio (PSB) 53%, Elmano de Freitas (PT) 47%. Margem de erro: 2%.

18h05: Boca de urna Ibope para Salvador: ACM Neto (DEM) 52%, Nelson Pellegrino (PT) 48%. Margem de erro: 2%.

18h00:  São Paulo: 18,53% dos votos apurados: Haddad (PT) 55,9%, José Serra 44,1%.

17h51: Vitória: Luciano Resende (PPS) já é o novo prefeito da capital capixaba. Ele derrotou Luiz Paulo (PSDB) no segundo turno. A apuração ainda não acabou.

17h49: O ministro da Saúde Alexandre Padilha chegou ao hotel em que o estafe do PT paulistano está concentrado. Disse que a eleição de São Paulo é "a maior derrota do principal partido de oposição à presidenta Dilma". Padilha é um dos candidatos possíveis do PT ao governo do estado em 2014. (informação de Piero Locatelli)

17h42: Em Vitória, com 48,51% das urnas apuradas, Luciano Rezende (PPS) passa na frente de Luiz Paulo (PSDB). O candidato do PPS tem 50,77% dos votos válidos, contra 49,23% de Luiz Paulo.

17h38: Gustavo Fruet já está eleito prefeito de Curitiba para o quadriênio 2013-2016. Mais informações dentro de instantes.

17h34: Boca de urna Ibope para Campinas: Jonas Donizete (PSB) 58%, Marcio Pochmann (PT) 42%. A margem de erro é de 2 pontos.

17h28: As capitais do Nordeste só terão as bocas de urna divulgadas após às 18 horas de Brasília porque o horário de verão não foi implementado na região. O horário oficial para a divulgação é a partir das 17h.

17h22: A apuração em Curitiba está rapidíssima e vai acompanhando a eleição de Gustavo Fruet como prefeito. N0 momento, o TSE informa que 55% dos votos já foram apurados. Fruet tem 59,7%, Ratinho Júnior 40,2% dos votos válidos.

17h08: Boca de urna Ibope/Curitiba: .  Margem de erro de 2%.

17H07: Boca de urna Ibope/São Paulo: . Margem de erro de 2 pontos.

17h02: As rádios Metrópole e Sociedade da Bahia, de Salvador, ficaram fora do ar neste domingo 28. O juiz Eduardo Augusto Viana Barreto, chefe da 19ª zona eleitoral do estado, suspendeu a programação das rádios até as 17 horas, quando a votação foi encerrada. De acordo com o magistrado, a Metrópole promoveu propaganda eleitoral ao veicular entrevista com o candidato Nelson Pelegrino (PT).  O dono da rádio é Mário Kertész (ex-PMDB), candidato derrotado no primeiro turno e que declarou apoio a Pelegrino para o segundo turno. Segundo o jornal A Tarde, Kertész considerou a medida “arbitrária e estapafúrdia” e disse que seus advogados já entraram com um mandado de segurança para anular esta decisão.

16h57: Coordenador de campanha de Roberto Claudio (PSB) em Fortaleza, o ex-ministro Ciro Gomes (PSB) reclamou da atuação do ex-presidente Lula na campanha de Elmano Freitas (PT). Ciro disse que Lula foi “muito incorreto” ao se engajar na campanha de Elmano da forma que fez. A imagem de Lula foi explorada de forma extrema por Elmano. Ciro acusou ainda o ex-presidente de fazer ataques pessoais a Luizianne Lins (PT), atual prefeita de Fortaleza, e mudar de opinião sobre ela ao longo da campanha. “Ele disse cobras e lagartos da Luizianne para mim, coisas que eu não direi aqui porque ele pode continuar confiando em mim. Mas ele disse para mim coisas que eu não diria dela, jamais, no pessoal. Aí vem aqui defender a Luizianne?", questionou Ciro de acordo com a Folha de S.Paulo. Em contrapartida, Ciro elogiou a presidenta Dilma Rousseff, que não participou da campanha. Segundo Ciro, Dilma foi “corretíssima”. O PSB é parte integrante da base aliada de Dilma.

16h34: O ex-presidente do PT José Dirceu votou na tarde deste domingo na região do Cursino, zona sul de São Paulo. Uma multidão o aguardava. Ele entrou na escola sob os gritos de "guerreiro" e "ladrão". Ele não quis falar com a imprensa e disse que só se manifesta depois do fim do julgamento do "mensalão". As informações são do portal Terra.

16h10: A declaração confiante de Aloyzio Mercadante, de que esse é a pior derrota eleitoral municipal do PSDB não caiu bem entre dirigentes tucanos. "A posição do Mercadante, sem esperar o resultado das urnas reflete uma profunda arrogância e prepotência diante da cidade e do povo de São Paulo", disse Edson Aparecido, coordenador da campanha de José Serra. A informação é do portal do Estadão.

15h57: Em Duque de Caxias (RJ), o sargento da PM Hércules Constâncio, que foi candidato a vereador derrotado pelo PR, foi preso com 10 mil reais e duas listas de pagamento para compra de votos.

15h35: Ao votar na região do Brooklin, em São Paulo, o juiz do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski foi ironizado por um mesário.  “Mande lembranças para o Zé Dirceu”, disse-lhe um mesário. Enquanto dava entrevista, uma eleitora passou por ele e disse-lhe: "Que nojo". As informações são do portal do Estadão.

15h10: Os candidatos à prefeitura de Diadema, na Grande São Paulo, votaram no final da manhã. O atual prefeito Mário Reali (PT) ressaltou a disputa acirrada nas campanhas de segundo turno. “[Isso] faz parte da democracia. O povo quis discutir mais as nossas propostas e o segundo turno foi importante para isso. A gente tem que ter espírito democrático para levar esse processo de discussão.” O candidato Lauto Michels (PV) também se disse confiante. “A gente tem o pé no chão. A avaliação que estou sentindo na rua é muito boa, a responsabilidade, a cada dia que passa, aumenta.”

15h04: Segunda colocada nas pesquisas em Manaus, Vanessa Grazziotin (PCdoB) acusou o adversário, Arthur Virgílio (PSDB), de "transformar inverdades em verdades" durante a eleição. A senadora disse ter sido vítima de uma "campanha suja". A informação é da Folha de S.Paulo.

14h52: Ao votar pela manhã no colégio Sion, no bairro de Higienópolis, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso praticamente assumiua derrota por José Serra.  “A renovação é necessária sempre e o Brasil está mostrando isso mais uma vez hoje”, disse. E emendou: "O Serra é mais jovem do que eu e ele ainda tem a possibilidade de continuar a sua carreira, mas o partido, no geral, precisa de renovação. O momento é de mudança de gerações, mas isso também não quer dizer que os antigos líderes vão desaparecer. Eles têm apenas que empurrar os novos para a frente.” As informações são do portal Estadão.

14h50: De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, aumentou para 191 o número de urnas substituídas neste segundo turno. O valor representa 0,22% do total de 86,1 mil equipamentos. São Paulo continua como a cidade com mais problemas: 31 trocas, em seguida aparece Manaus (18).

14h45: Em Florianópolis, Cesar Souza Júnior (PSD) pode ser o primeiro prefeito eleito pelo PSD em uma capital. O Ibope de sábado 27 indica o peessedista com 51% das intenções de voto, com Loureiro Gean (PMDB), com 49%. "A gente vem para esta eleição com um sentimento de serenidade por termos apresentado propostas que podem, de fato, ser cumpridas a partir de janeiro. E também com um sentimento de
agradecimento pelo carinho que recebemos", declarou Junior. Já Loureiro disse estar certo da vitória nas urnas. "Tenho a sensação de missão cumprida na plenitude e muita satisfação pelo reconhecimento da população as nossas propostas. Estou confiando na vitória. Será como no primeiro turno, quando superamos em 7 pontos o resultado das pesquisas."

14h23: Em Natal, os candidatos Hermano Moraes (PMDB) e Carlos Eduardo Alves (PDT) já votaram. Pesquisa Ibope de ontem coloca o pedetista com 61% das intenções de voto, contra 39% de Moraes. "Respeito o resultado das pesquisas, mas confio que a vontade silenciosa do povo de Natal vai me dar a vitória. Vai comparecer e mostrar que quer a mudança. Vou recuperar Natal a partir de janeiro, começando pela malha viária", afirmou hoje à imprensa local. Na cidade, a atual prefeita, Micarla de Sousa (PV), deve fechar o mandato com 92% de reprovação.

14h20: Curitiba: O candidato Ratinho Junior (PSC) já discursou como derrotado depois de votar. "É difícil dizer o que aconteceu. Curitiba é uma cidade conservadora. O Fruet tem um histórico positivo por aqui por conta de seu pai. Nós fizemos nossa parte. Buscamos fazer uma política diferente, sem apadrinhamento político, com novas ideias. Para mim, estar no 2º turno é uma grande vitória. Agora quem decide é a população”. As informações são da Gazeta do Povo.

13h30: Em Macapá, capital do Amapá, a pesquisa Ibope indicou no sábado 27 um cenário equilibrado. O prefeito Roberto Góes (PDT) e Clécio Luís (PSOL) estão empatados cada um com 50% dos votos válidos. A margem de erro é de quatro pontos percentuais.

13h24: Em Belém, os candidatos Zenaldo Coutinho (PSDB) e Edmilson Rodrigues (PSOL) votaram por volta das 10h20. Pesquisa Ibope de sábado 27 mostra o tucano com 57% dos votos válidos, contra 43% do adversário. Apesar das previsões, Rodrigues disse à imprensa em sua seção eleitoral estar seguro da vitória. “Tenho fé no apoio do povo e peço o voto dessa gente trabalhadora". Coutinho também mostrou-se confiante. “A pesquisa mostra a vontade expressiva."

13h16: O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), disse neste domingo 28 que o grupo de transição será coordenado pelo secretário de governo, Nelson de Almeida Costa. Ele se colocou à disposição do novo prefeito para facilitar a troca de comando na administração municipal. “Eu procurarei ficar à disposição e muito próximo do prefeito eleito, para que possa compartilhar, transmitir diretamente a ele as informações que julgar adequadas”, ressaltou após votar no Alto de Pinheiros, zona oeste da capital.

13h11: Favorito para vencer a eleição municipal em Manaus, o ex-senador Arthur Virgílio se mostrou confiante nesta manhã, ao votar. Para Virgílio, se sua eleição se confirmar, a cidade vai mostrar "seu toque de rebeldia". "Espero que (minha eleição) represente que a cidade de Manaus é independente, acima de caciquismo", disse Virgílio segundo o jornal O Globo. Virgílio pediu ainda que o PSDB aproveite o fim das eleições para rediscutir suas propostas e resgatar o "discurso da fundação" do partido. A candidata Vanessa Grazziotin (PCdoB) fez um discurso que indica a possibilidade de derrota. "Como diz Fernando Pessoa, tudo vale a pena, se a alma não é pequena", afirmou.

12h55: "Em São Paulo, o PSDB está sofrendo a maior derrota nas eleições municipais da história do partido", afirmou hoje o ministro da Educação, Aloizio Mercadante (PT). Ele se referia às vitórias do PT em Osasco e São Bernardo do Campo e às possíveis conquistas em Guarulhos e Santo André. “Um candidato que acabou de disputar a eleição [para a Presidência] por duas vezes, perder uma eleição para prefeito é um derrota política importante", disse sobre José Serra (PSDB), que está atrás de Fernando Haddad (PT) nas pesquisas na capital.

12h48: O deputado federal Paulo Maluf (PP), ex-prefeito de São Paulo, afirmou que José Serra fez campanha para Fernando Haddad ao atacar a aliança do pepista com o PT. “Os nossos adversários erraram na estratégia. Atacaram a aliança Haddad-Partido Progressista-Maluf e aí eles comunicaram aos malufistas que nós estávamos com Haddad.”

12h44: Gabriel Chalita (PMDB), candidato derrotado nas eleições de São Paulo, disse que José Serra (PSDB), sai da disputa pelo comando da capital paulista “menor do que ele entrou”. O peemedebista apoiou Fernando Haddad no segundo turno, contra o tucano. “Serra veio, de novo, com a história de pegar um tema que não é referente à grande questão da cidade. Na eleição presidencial [de 2010] ele pegou o aborto, na eleição local, ele pegou o kit gay.”

12h32: São Paulo: O candidato Fernando Haddad votou há alguns minutos. Após deixar a urna junto de sua filha, o candidato falou brevemente, em discurso semelhante ao que havia feito mais cedo. "Com todo respeito aos institutos, mas agora o momento é do eleitor", disse. "São Paulo hoje é o Brasil. Tem que levar em conta o peso da cidade no âmbito federal para o desenvolvimento do país".

12h25: Blumenau: Há duas seções eleitorais funcionando neste domingo 28 no Presídio Regional da cidade, uma de votação e outra de justificativa. No local, 33 pessoas estão aptas a votar no segundo turno, entre funcionários e detentos. Os presos são conduzidos à sessão com algemas.

12h17: Campinas: Jonas Donizette (PSB) e Marcio Pochmann (PT) votaram em Campinas (SP) logo pela manhã deste domingo 28. Líder nas pesquisas, o pessebista disse estar tranquilo. “Esta é a primeira resposta que resgata a esperança do povo campineiro”. Pochmann declarou preferir aguardar os resultados e que tem expectativa que a força da militância e a receptividade dos eleitores reflita nas urnas.

12h13: São Paulo: O candidato Fernando Haddad (PT) vota neste momento junto de sua filha.

12h05: O número de urnas substituídas na votação do 2º turno das eleições municipais chegou a 128. O índice representa 0,15% do total de 86,1 mil equipamentos, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A cidade com mais urnas substituídas até agora é São Paulo, com 24 trocas.

11h47: O candidato do PSB em Fortaleza, Roberto Claudio, votou pela manhã no Colégio Batista, no bairro da Aldeota. Claudio estava acompanhado de seu vice, Gaudêncio Lucena (PMDB), e disse, segundo o jornal O Povo, ter “fé no povo da cidade” para dar a ele o mandato. A eleição em Fortaleza é uma das mais disputadas no segundo turno. De acordo os números do Ibope, Claudio e o candidato do PT, Elmano Freitas, podem chegar a 50% dos votos válidos.

11h38: Florianópolis: O candidato Cesar Souza Júnior (PSD) votou na manhã deste domingo após a notícia de que sua avó morreu na última madrugada. O candidato mudou toda a agenda para ficar com a família antes e depois da votação.

11h14: Curitiba: Gustavo Fruet (PDT) ironizou as pesquisas eleitorais, mesmo sendo líder nas intenções de voto. Perguntado se ele está surpreso com a distância à frente do adversário Ratinho Junior (PSC), respondeu: “Não fiquei surpreso com a pesquisa, quem ficou foi o Ibope”, diz. Ele se refere à boca de urna que o Ibope fez no 1º turno, que apontou um 2º turno entre Ratinho Junior e Luciano Ducci (PSB) na cidade. Posteriormente instituto emitiu nota assumindo o erro. As informações são da Gazeta do Povo.

10h55: No QG do PT, um dos possíveis candidatos ao governo de São Paulo em 2014, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse que ainda não é hora do partido discutir a próxima eleição. "Tenho experiência demais para colocar o carro na frente dos bois". Além de Mercadante, o atual ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e o atual prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, são possíveis candidatos do PT em São Paulo. (informação de Piero Locatelli)

10h48: Serra terminou sua fala dizendo que "a eleição só acaba quando termina" e atribuiu a frase a Chacrinha. A frase original, na verdade, é do ex-presidente do Corinthians, Vicente Matheus: "O jogo só acaba quando termina". (informação de Marcelo Pellegrini)

10h43: Após votar, Serra subiu no palanque ao lado do governador Alckmin e do prefeito Kassab. "Foi uma campanha difícil e os candidatos falaram bastante durante a semana. Hoje quem fala é o eleitor através do voto. Eu estou otimista. A campanha foi limpa, propositiva, em defesa da ética e para a melhoria da vida do paulistano". (informação de Marcelo Pellegrini)

10h39: José Serra votou há pouco. Estava acompanhado dos netos, do governador Geraldo Alckmin, do vereador Andrea Matarazzo e do seu candidato a vice, Alexandre Schneider. Foi aplaudido ao sair da escola, que fica no Alto de Pinheiros, bairro nobre da capital paulistana. Deve falar com a imprensa dentro de instantes.

10h35: Há poucos minutos, o candidato Fernando Haddad (PT) fez um pronunciamento curto, de um minuto e meio, no hotel em que está concentrado, na região central de São Paulo. "Eu acho que fiz um bom trabalho, as pessoas compreenderam a nossa mensagem. Mas hoje é o dia do eleitor se manifestar". O petista disse que deve votar ao meio-dia.

Ele deve se encontrar com Lula, que não estava presente no café, no f da tarde.

10h31: Em São Paulo, o candidato José Serra (PSDB) vota agora na companhia de seus netos.

10h21: Uma urna eletrônica foi roubada em uma zona eleitoral em Itaquera, zona leste de São Paulo, durante a madrugada. Ela foi substituída e a votação ocorrerá no local normalmente.

10h04: Ontem, a campanha do PT disparou 2 milhões de ligações com a voz de Lula pedindo votos para Haddad e outras 500 mil com a voz de Haddad dizendo que não acabaria com a parceria com as Organizações Sociais na saúde.

10h00: As informações são do repórter Piero Locatelli, que está no hotel em que a cúpula do PT paulista está concentrada.

9h58: A ex-prefeita também declarou que o Lula "tem uma enorme intuição e tino político. Era o certo a fazer", disse, se referindo à escolha do Haddad. Marta queria ser a candidata e se recusou a apoiar Haddad no início da campanha, causando uma crise no PT em São Paulo à época.

9h57: Marta Suplicy: "O Serra sempre se portou de forma desrespeitosa comigo. Por isso, (a possivel vitória de hoje) é uma grande alegria".

9h56: A ex-prefeita Marta Suplicy (PT) falou com a imprensa agora há pouco no hotel em que a cúpula do PT paulistano está cocentrada. Seguem aspas de Marta.

9h52: Em São Paulo, neste momento o candidato Fernando Haddad (PT) toma café da manhã com outros petistas em um hotel na zona central de São Paulo. Deve seguir para o colégio em que vota na sequência.

9h47: Em Campinas, maior município do interior paulista, o candidato apoiado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) é o favorito. Jonas Donizete (PSB) aparece com 59% das intenções de voto contra 41% de Marcio Pochmann (PT). Os dados são do Ibope.

9h39: Em Curitiba, o ex-tucano e neoaliado do governo federal Gustavo Frut (PDT) deve ser eleito hoje. Ele aparece 20 pontos à frente de Ratinho Junior (PSC) no último levantamento Datafolha na véspera do pleito. O instituto aponta Fruet com 60% dos votos válidos, contra 20% de Ratinho.

9h35: Em Fortaleza, o 2º turno vive um dos confrontos mais equilibrados do País. Pesquisa Datafolha/O Povo deste sábado 27 aponta empate entre Elmano de Freitas (PT) e Roberto Claudio (PSB). Ambos aparecem com 50% dos votos válidos no levantamento.

9h26. Gilberto Kassab vota no mesmo local que o candidato José Serra, seu mentor político, no bairro de Pinheiros. O repórter Marcelo Pellegrini está no local.

9h23: Sobre a possibilidade de integrar um ministério no governo Dilma, Kassab desconversou, mas lembrou do tamanho que o seu partido sai das urnas em 2012. "O PSD é independente. Deve conquistar 500 prefeituras".

9h22: Kassab: "Deixamos uma ciadde melhor com a Lei Cidade Limpa, 400 novas escolas, 100 AMA´s (Assistência Médica Ambulatorial) e o fim da escola de lata".

9h16: O prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (PSD) votou por volta das 9 horas da manhã. Na saída, ele conversou rapidamente com a imprensa. "Meu candidato é o Serra, mas qualquer um vai contar com meu apoio e solidariedade para ser um bom prefeito".

9h14: Em Salvador, o candidato ACM Neto (DEM) deve ser eleito prefeito hoje. Pesquisa Ibope encomendada pelo portal G1 aponta o carlista com dez pontos à frente de Nelson Pellegrino (PT), 55% a 45%. A margem de erro é de três pontos percentuais.

9h05. Em São Paulo, o candidato Fernando Haddad (PT) é o favorito para ser eleito na disputa contar José Serra (PSDB). Os dois últimos levantamentos antes do pleito confirmam a tendência. O Ibope/Estadão aponta o petista com 59%, contra 41% do tucano. A margem de erro é de três pontos percentuais. A pesquisa Datafolha é muito próxima: 58% para Haddad contra 42% para Serra.

9h00. Já estão abertos os locais de votação.

registrado em: ,