Você está aqui: Página Inicial / Política / Andrea Matarazzo: “É claro que Alckmin é da Opus Dei”

Política

Religião

Andrea Matarazzo: “É claro que Alckmin é da Opus Dei”

por Natalia Viana — publicado 03/03/2011 20h30, última modificação 04/03/2011 10h22
Em telegrama de 2006 vazado pelo WikiLeaks, o então secretário de Subprefeituras do governo de São Paulo comenta postura direitista do companheiro tucano. Por Marcus V.F Lacerda. Foto: Divulgação
Andrea Matarazzo: “É claro que Alckmin é da Opus Dei”

Em telegrama de 2006 vazado pelo WikiLeaks, o então secretário de Subprefeituras do governo de São Paulo comenta postura direitista do companheiro tucano. Por Marcus V.F Lacerda. Foto: Divulgação

Andrea Matarazzo, reconhecido como “peso-pesado” do PSDB, acreditava que a ligação entre Alckmin e o grupo político de direita Opus Dei era clara, apesar do candidato tucano à presidência sempre negar.

O então secretário de Subprefeituras recebeu o cônsul Christopher McMullen em seu escritório em 14 de junho de 2006.

“Como um católico conservador (“é claro” que Alckmin é membro da Opus Dei, apesar das suas negativas, opinou Matarazzo, apesar de não ser um dos líderes do grupo), Alckmin tem uma certa postura direitista no seu estilo de governar, o que ajuda a explicar por que ele tem o apoio de um segmento tão grande do empresariado”, relata o telegrama.

Nesse momento, o telegrama nota que a conversa é interrompida por um telefonema em que Matarazzo trata rapidamente com um líder GLBT detalhes da parada gay de São Paulo.

Leia a íntegra do post no Blog da Natalia Viana

registrado em: