Você está aqui: Página Inicial / Política / Amaury Ribeiro Jr. é indiciado pela Polícia Federal

Política

Violação de sigilo

Amaury Ribeiro Jr. é indiciado pela Polícia Federal

por Redação Carta Capital — publicado 25/10/2010 18h01, última modificação 26/10/2010 10h17
Após quase sete horas de depoimento, a PF indicia jornalista por quatro crime

[Atualizado às 11h15]
Após quase sete horas de depoimento, a PF indicia jornalista por quatro crimes

Amaury Ribeiro Jr., acusado de ser o responsável pela violação dos sigilos fiscais de tucanos, prestou depoimento na superintendência da Polícia Federal em Brasília nesta segunda-feira 25, das 10h30 às 17h e foi indiciado por quatro crimes: violação de sigilo fiscal, corrupção ativa, uso de documentos falsos e por dar ou oferecer dinheiro ou vantagem à testemunha.

No depoimento ao delegado Hugo Uruguai, que comanda as investigações, o jornalista ratificou as informações que já havia dado em outros depoimentos a PF, porém não ficou esclarecida a questão do pagamento para seus intermediários das primeiras encomendas pedidas por Ribeiro Jr. em outubro de 2009.

Recebemos do advogado de Amaury Ribeiro Jr., Adriano Bretas, esclarecimentos sobre o depoimento de seu cliente nesta segunda-feira:

Gostaria de esclarecer que falei à imprensa, na saída da Polícia Federal, após o interrogatório do meu cliente. Esclareci que ele negou, terminantemente, qualquer delito por ele cometido. Ele não quebrou sigilo, nem encomendou quebra de sigilo. Ao contrário: fez jornalismo investigativo lícito!! Aliás, foram divulgados alguns documentos (que demonstram a licitude de sua atuação), junto com uma nota à imprensa, que fazem parte do anexo de uma petição que juntamos hoje ao IPL. Paulo Bretas.

registrado em: