Você está aqui: Página Inicial / Política / Aécio sobe e fica menor a chance de Dilma vencer no 1º turno

Política

Eleições 2014

Aécio sobe e fica menor a chance de Dilma vencer no 1º turno

por Redação — publicado 09/05/2014 10h52, última modificação 09/05/2014 10h53
Pesquisa Datafolha mostra o senador tucano com 20%, contra 37% da petista. Eduardo Campos (PSB) tem 11%

A nova rodada da pesquisa Datafolha, divulgada nesta sexta-feira 9, mostrou um cenário semelhante ao dos levantamentos eleitorais mais recentes. Na disputa pela Presidência da República, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) subiu de forma significativa, o que aumenta a possibilidade de a disputa ir para o segundo turno.

No primeiro cenário do Datafolha, os três principais candidatos, Dilma Rousseff (PT), Aécio e o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) são testados contra adversários de partidos menores. Dilma vai a 37%, contra 20% de Aécio e 11% de Campos. O Pastor Everaldo (PSC) é o quarto colocado, com 3%, seguido por Eduardo Jorge (PV), José Maria (PSTU), Denise Abre (PTN) e Randolfe Rodrigues (PSOL), cada um com 1%. Como a soma dos outros candidatos é de 38% e Dilma tem 37% não é possível cravar a realização ou não do segundo turno, uma vez que a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

Com relação à pesquisa anterior, divulgada em abril, Dilma e Campos variaram dentro da margem de erro. Ela caiu, de 38% para 37%, e ele subiu, de 10% para 11%. Aécio foi o quem se destacou no período, subindo de 16% para 20%.

Em um cenário com apenas os três principais candidatos, Dilma tem 41%, contra 22% de Aécio e 14% de Eduardo Campos. Aqui a diferença de Dilma para a soma dos rivais está fora da margem de erro (no limite poderia ser de 39% a 38%), mas é improvável que a disputa presidencial tenha apenas esses três candidatos.

Nesses dois cenários, 16% dos eleitores dizem que votariam em branco ou nulo e 8% e 7%, respectivamente, se dizem indecisos.

Segundo turno

A pesquisa mostrou que Dilma segue favorita em um possível segundo turno, mas sua vantagem vem caindo. Em abril ela venceria Aécio por 50% a 31%, mas agora venceria por 47% a 36%. Contra Campos, o movimento foi semelhante. Em abril, a vantagem dela era de 51% a 27%, e agora foi para 49% a 32%.

Em dois cenários experimentados pelo Datafolha, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece no lugar de Dilma. Lula venceria no primeiro turno nos dois casos, mas ele já descartou publicamente a possibilidade de concorrer neste ano.

A pesquisa Datafolha entrevistou 2.844 pessoas em 174 municípios do País na quarta-feira 7 e na quinta-feira 8.