Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Tropas sírias matam a tiros pelo menos cinco pessoas em funerais

Internacional

Revolta árabe

Tropas sírias matam a tiros pelo menos cinco pessoas em funerais

por Opera Mundi — publicado 22/05/2011 18h34, última modificação 22/05/2011 18h43
Horas antes, grupos de defesa dos direitos civis disseram que tropas haviam matado a tiros ao menos 44 pessoas em manifestações

Forças de segurança da Síria mataram a tiros neste domingo ao menos cinco pessoas que participavam dos funerais de manifestantes mortos no sábado na cidade de Homs. Um ativista de direitos humanos disse que 12 pessoas ficaram feridas.

Horas antes, grupos de defesa dos direitos civis disseram que tropas do país haviam matado a tiros ao menos 44 pessoas nas manifestações contra o governo no sábado.

Os protestos dessa sexta-feira ocorreram um dia depois de o presidente norte-americano, Barack Obama, ter pedido em discurso que o líder sírio, Bashar Al Assad, promova a transição à democracia ou “deixe o poder”.

A Síria está, desde meados de março, tomada por manifestações pró-democracia, que têm sido reprimidas pelo regime.

“O governo sírio tem de parar de atirar em manifestantes e permitir protestos pacíficos”, disse Obama na última quinta-feira (19/05), em um discurso sobre o Oriente Médio e o Norte da África. Desde março, mais de 850 pessoas morreram durante as manifestações contra o governo sírio, relatam grupos de direitos humanos.

A atual onda de protestos na Síria, inspirada nos levantes pró-democracia que derrubaram os governos da Tunísia e do Egito, é considerada o maior desafio ao regime de Assad desde que ele sucedeu seu pai, Hafez Al Assad, em 2000.

registrado em: