Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Suécia emite ordem de prisão contra fundador do WikiLeaks

Internacional

Documentos sigilosos

Suécia emite ordem de prisão contra fundador do WikiLeaks

por Redação Carta Capital — publicado 18/11/2010 12h31, última modificação 06/06/2015 18h17
Em setembro, a promotoria sueca reabriu um processo de estupro contra Julian Assange

Em setembro, a promotoria sueca reabriu um processo de estupro contra Julian Assange

Uma ordem de detenção por estupro contra o fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, foi emitida nesta quinta-feira 18. A prisão foi solicitada por uma promotora sueca à corte distrital de Estocolmo por “suspeita de estupro, assédio sexual e coerção ilegal”. O motivo alegado para o pedido foi a necessidade de interrogá-lo.

Em setembro, a promotoria sueca reabriu um processo de estupro contra Assange, mas sem pedir sua detenção. Recentemente, o site WikiLeaks divulgou mais documentos confidenciais sobre a guerra no Iraque e no Afeganistão.

Leia a reportagem de Anoônio Luiz M. C. Costa sobre o último vazamento do WikiLeaks.

registrado em: