Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Steve Jobs deixa presidência da Apple

Internacional

Apple

Steve Jobs deixa presidência da Apple

por Redação Carta Capital — publicado 25/08/2011 10h25, última modificação 25/08/2011 10h26
Tim Cook, atual diretor de operações da empresa, deve assumir o cargo de Jobs por recomendação do colega

Steve Jobs, 56, co-fundador da Apple, gigante da tecnologia, anunciou sua saída do cargo de presidente da empresa esta quarta-feira 24, por meio de uma carta. A decisão era esperada desde quando iniciou sua luta contra o câncer. Em seu lugar deve assumir Tim Cook, atual diretor de operações do grupo.

Jobs, que há dois anos passou por um transplante de fígado e estava de licença médica por problemas de saúde desde o início do ano, escreveu na carta que quando não pudesse mais cumprir seus deveres e expectativas como presidente, ele seria o primeiro a informar. “Infelizmente, esse dia chegou. Tenho a honra de renunciar ao cargo de presidente da Apple. E estou ansioso para assistir e contribuir para seu sucesso em um novo papel”, disse. Na carta de demissão ele recomenda Tim Cook para seu cargo.

Cook, que desempenhava o cargo de diretor de operações e trabalha na Apple desde 1998, já estava à frente da empresa na ausência de Jobs.

As ações da Apple caíram 4,1% na cotação secundária em Frankfurt, depois de ter caído mais de 5% no after-market negociação de Nasdaq em Nova York. Analistas disseram que a demissão não foi inesperada, e teria pouco impacto sobre o funcionamento do dia a dia da empresa. "Steve é ​​[e ainda] vai ser capaz de fornecer os elementos daria como presidente-executivo", disse Colin Gillis ao BGC Financial.

registrado em: